Paulo Vieira fala sobre a TV aberta: “Em muitos momentos parece odiar o povo”

O comediante fez duras críticas ao veículo de comunicação

Publicado em 14/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta terça-feira (13), foi ao ar na TV Cultura a edição do Provoca que teve o humorista Paulo Vieira como entrevistado. Durante a conversa, o famoso foi questionado sobre o futuro da TV aberta em meio ao avanço do digital.

“A televisão aberta ainda é a grande experiência comum social do povo brasileiro. Ainda é e acho que ainda vai continuar sendo. Esse discurso de que a televisão vai acabar, que hoje em dia só streaming, é um discurso de quem não está atento ao país. Esse governo agora, por exemplo, eu considero que ele deu mais 30 anos de vida útil para a TV. A minha teoria é: enquanto tiver pobre, vai ter televisão aberta”, analisou o comediante.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Indagado sobre o que a TV deve fazer para seguir viva, Paulo foi direto. “Não negar o povo. O problema da televisão é o mesmo problema do povo brasileiro: um ódio a si mesmo. Acho que a televisão em muitos momentos parece odiar o povo, não quer ser televisão aberta, quer ser ‘não sei o que plus’”, destacou o artista.

“O problema da televisão aberta é que boa parte dela feita para o pobre, é feita por gente que não gosta nem de televisão aberta e nem de pobre. Por isso que pobre ama o humor da internet. É feita por alguém como ele, numa casa parecida com a dele, com a mãe dele. Durante muito tempo a gente acreditou na mentira que o povo não queria se ver. A internet veio e derrubou isso”, concluiu Vieira.

Assista:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio