Patrícia Abravanel é detonada por fala vista como defesa ao direito de ser homofóbico

Apresentadora repercutiu episódio envolvendo Rafa Kalimann e Caio Castro

Publicado em 1/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A apresentadora Patrícia Abravanel dividiu opiniões ao dar uma declaração sobre a comunidade LGBTQIA+ no Vem Pra Cá desta terça-feira (1º). Muitos apontaram que ela tentou ‘defender o direito de ser homofóbico”.

Tudo começou após o programa repercutir uma polêmica envolvendo o ator Caio Castro e a digital influencer e apresentadora Rafa Kalimann. No final de semana, eles compartilharam um vídeo de um pastor dizendo ter “valores” e por isso é contra relacionamentos de pessoas do mesmo sexo, embora respeite. 

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Patrícia Abravanel saiu em defesa dos envolvidos na polêmica. “Acredito que nós, mais velhos, nós que fomos educados por pais mais conservadores, a gente está se abrindo, a gente está aprendendo, mas eu acho que é um direito também das pessoas respeitarem. Por que não concordarem em discordar? A gente pode ter opiniões diferentes e tudo bem”, disse ela.

“Tudo é muito enfatizado, tudo é muito polarizado. Eu não acho que o Caio Castro e a Rafa são preconceituosos, homofóbicos, eu acho que eles foram educados de uma outra maneira”, seguiu a filha de Silvio Santos.

“Assim como o LGDBTYH, não sei [a sigla], querem respeito, eu acredito que eles têm que ser mais compreensivos com aqueles que hoje ainda não entendem direito ou estão se abrindo para isso”, continuou a apresentadora.

“É difícil quando a gente vai educar filhos falar disso, sabia? O que eu vou falar para o meu filho, como falar? A gente vem de um conservadorismo, a gente não sabe lidar. Então tem que ter respeito e compreensão e não um massacre, um cancelamento. Acho que não é por força, por poder, é por diálogo, por conversa, por respeito, é assim que a gente vai chegar no mundo sem homofobia”, acrescentou.

Nas redes sociais, a repercussão foi imediata. O nome de Patrícia Abravanel entrou para os assuntos mais comentados do Twitter. “Patrícia Abravanel em rede nacional defendendo o direito de ser homofóbico”, escreveu um internauta. “Patrícia Abravanel concordando com a homofobia ao vivo, 10h da manhã”, lamentou outro.

Confira outras reações:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio