Participante trava, não consegue xavecar e diverte o público em quadro do Domingo Legal

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Domingo Legal, do SBT, apresentou, neste domingo (31), o quadro  de sucesso Xaveco e chamou a atenção do telespectador. Atração seguiu o roteiro e não aconteceu nada realmente interessante, na primeira parte, com o participante Otávio Missioni. Já na segunda etapa, com a Letícia Neres, o programa teve um momento, no mínimo, engraçado.

Na hora de xavecar a moça, o pretendente acabou não conseguindo dizer nada. Celso Portiolli, apresentador da atração até brincou com ele, mas o rapaz, de nome Gabriel, simplesmente, disse estar muito nervoso e nada vinha à sua cabeça.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Letícia, é…”, tentou dizer. Percebendo que ele estava nervoso, Portiolli disse: “Calma, respira, faça massagem nele, isso… Pronto! Melhorou?”. “Mais ou menos… (…) Meu negócio é na conversa”, respondeu Gabriel ao travar de novo, após nova chance dada pelo apresentador, que zoou muito o rapaz.

Na sequência, Portiolli decidiu dar um tempo para ele pensar e foi dialogar com outro pretendente. Na volta, Celso disse que era fácil e que ajudaria ele. O menino tomou coragem e disparou para Letícia: “Letícia, eu não sou o Itaú, mas sou feito para você”. A fala causou desapontamento em todos, nem a plateia gostou.

E mais!

“Fale o que está acontecendo, agora… Por exemplo, Letícia, nós estamos em um programa de televisão, eu vim, aqui, porque eu quero encontrar o amor da minha vida. Eu tenho certeza que alguns metros nos separam, mas o meu coração já sente a sua energia, já sente o seu amor. Eu quero, ainda hoje, beijar a sua boca”, sugeriu Portiolli ao rapaz.

Logo, o apresentador disse para Gabriel falar algo parecido. Ele, no entanto, não conseguiu: “Não tem como. Letícia, eu vim aqui hoje com uma… Cara, eu estou muito nervoso, eu juro que e não sei o que eu falo”. “Então, fala para ela o seguinte: Letícia, eu sou o Windows XP”, pediu Portiolli. “Eu sou o Windows XP, travou tudo!”, concluiu.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais