Para viver psicóloga em Flor do Caribe, Sabrina Petraglia conheceu até vítimas de estupro

Ela interpreta a Simone, que trabalha na ONG de Ester

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois de o ex-marido dopá-la, evitando que ela chegasse a tempo da primeira audiência para a decisão, e dando a entender que ela teria atitudes irresponsáveis no cuidado com a filha, Ester (Grazi Massafera) conseguiu uma nova chance com a Justiça para provar que é uma mãe excelente, na reprise da novela Flor do Caribe, na Globo.

E ela teve apoio de diversas mulheres. Não só Zuleika (Gisele Alves), funcionária da casa de Alberto, que acompanha de perto a convivência da família, mas também sua ex-sogra, Guiomar (Claudia Netto), testemunharam a seu favor.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Antes disso, ela contou com a ajuda de sua amiga Simone (Sabrina Petraglia), psicóloga, que se propôs a observar Laurinha enquanto esteve sob a guarda do pai e fazer um relatório para as assistentes sociais, que acabou por beneficiar Ester.

Intérprete da personagem, Sabrina Petraglia lembra que se empenhou bastante para construir o papel. “A Simone foi uma personagem muito importante. Foi a minha primeira novela inteira da TV Globo. E ela era uma psicóloga que trabalhava na ONG que atendia meninas vítimas de abuso, um tema complicado”, contou a atriz.

Ela ainda completou: “Fiz um laboratório muito legal em São Paulo antes de vir para o Rio de Janeiro gravar. Conversei com várias meninas, com várias psicólogas da rede pública”.

“Fui a pelo menos dois hospitais bater um papo com essas psicólogas e conversei por telefone com meninas que tinham passado por esse problema. Então, eu cheguei cheia de bagagem. Acho que estava tudo ali registrado na personagem”, concluiu a atriz.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio