Paola Bracho deve virar primeira-dama do México em remake de A Usurpadora

Publicado há 2 anos
Por Felipe Brandão
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Que Paola Bracho (Gabriela Spanic) aprontou todas em A Usurpadora, ninguém duvida. Agora, já imaginou os desastres que essa ‘demônia’ não causaria com acesso direto à casa presidencial mexicana? Pois é exatamente isso o que deve acontecer na nova versão da história. Trata-se de um projeto da Televisa em parceria com a Netflix.

Um suposto teaser do remake da obra – e amplamente repercutido pela imprensa do México – dá conta de que a atualização da saga transformaria Paola Bracho em Paola Miranda, esposa do presidente do país da tequila.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia mais: Protagonista de Querida Inimiga faz teste para ser a nova Usurpadora

Disposta a fugir com um novo amante, a vilã dá início a um plano perverso e maquiavélico para sumir do mapa. Primeiramente, ela convence sua irmã gêmea Paulina, cuja existência manteve em segredo por anos, a ocupar seu lugar durante alguns dias, sob um pretexto qualquer.

Pensando em ajudar a irmã, Paulina aceita. Ela só não imagina que Paola planeja assassiná-la nesse ínterim como meio de forjar a própria morte. O plano da vilã, porém, dá errado. E Paulina não só sobrevive como, sem notícias de sua irmã, é obrigada a continuar usurpando indefinidamente o lugar da primeira-dama mexicana.

Vale reforçar que, até o momento, a Televisa não se manifestou a respeito da veracidade das informações contidas no teaser. Tampouco se a peça em questão seria oficial. Em todo caso, rever Paola e Paulina num contexto a la House of Cards até que seria interessante, não?

Com informações do portal NaTelinha.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais