Pablo Morais sobre relação incestuosa em Gênesis: “Todo mundo está horrorizado”

Ator protagoniza relação polêmica com Francisca Queiroz na trama

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Ninrode, da terceira fase de Gênesis, não é somente o primeiro protagonista da carreira de Pablo Morais – mas também, possivelmente, o personagem mais polêmico já interpretado na telinha pelo ator.

O final da fase Torre de Babel revelará que Ninrode, alvo do ciúme doentio da própria mãe, a rainha Semíramis (Francisca Queiroz), na verdade vive uma relação incestuosa com ela. Um apontamento que, inclusive, condiz com a visão de alguns historiadores sobre os dois personagens históricos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

É um ponto de vista da dramaturgia. É uma adaptação para essa obra. Ninguém está falando que é a verdade absoluta [dos personagens reais]. Mas esse incesto acontece, sim. A relação de Semíramis e Ninrode é realmente sexual. Vai rolar isso“, adiantou o ator, em entrevista à jornalista Elba Kriss, do portal Notícias da TV.

Ela o ama mais do que como filho. Todo mundo está horrorizado com a Semíramis. Eles têm uma relação que vai se desenvolver para um lugar totalmente surpreendente. Ninguém espera o que vai acontecer“, vislumbrou Pablo

O artista de 27 anos também detalhou os protocolos adotados pela Record TV para evitar aos atores o risco do contágio pelo coronavírus na retomada das gravações.

Usar máscara no estúdio, ter que fazer teste de PCR todo dia antes de entrar [no set] e ficar 40 minutos esperando em uma sala. Isso tudo cria o hábito do medo e do cuidado. Mas, acima de tudo, somos artistas. Não tem como nós pararmos. Voltamos com medo, mas felizes e agradecendo“, descreveu.

Foi graças a esses cuidados que foi possível ao elenco realizar, por exemplo, sequências de beijo entre os atores, tão comuns outrora e tão delicadas hoje em dia.

Fazíamos os exames e esperávamos em uma sala para ter certeza de que podíamos fazer qualquer cena. Nisso a Casablanca e a Record foram espertos e muito à frente, pois criaram um laboratório lá [nos estúdios]. Tive cenas com a Eline [Porto], a Francisca [Queiroz] e a Pâmela [Tomé]. Teve muita cena de beijo“, admitiu, citando as respectivas intérpretes de Harete, Semíramis e Liba na história bíblica.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio