Os tapas (sem beijos) de Fernanda Torres e Marcius Melhem no Altas Horas

Publicado há 4 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Uma pequena sequência em ‘Tapas & Beijos’ foi a única oportunidade que os atores Fernanda Torres e Marcius Melhem tiveram de contracenar juntos na TV. No entanto, a dupla improvisa um feito inédito no ‘Altas Horas’ deste sábado, dia 11: Fernanda não simula um, mas, sim, dois tapas no rosto de colega. A brincadeira ocorre logo após o apresentador Serginho Groisman relembrar uma série de personagens interpretados pela atriz ao longo de sua carreira. Em uma cena de novela, Fernanda “enche a mão” ao estapear o seu par. Melhem, impressionado com o som provocado pelo feito, pede para ela repetir com ele. “Eu dou tapas há muito tempo na dramaturgia”, explica antes de aplicar a técnica no humorista. Ao final, os dois caem na gargalhada ao lado de Serginho.

Apesar de a cena ter sido improvisada por Fernanda e Marcius, no humor, essa é apenas a “cereja do bolo”, como ressalta ele, em resposta a uma dúvida de um jovem da plateia. “As pessoas têm a impressão de que o ‘Tá no Ar’ é improvisado. O segredo é fazer natural e com um frescor para que pareça que o ator fez na hora”. O “bolo inteiro”, de acordo com o ator, é o texto, muito bem planejado e estruturado antes da gravação. Uma semana depois das festividades pós-Carnaval, Serginho ainda traz o clima da festa para sua arena. Enquanto chama a cantora Daniela Mercury para subir ao palco Voz e Violão, junto ao público, o apresentador recorda a primeira participação da baiana no Carnaval paulistano. Em 1992, Daniela conduziu um show que, para ela, é considerado um marco. “Fiquei conhecida no Brasil por causa desse evento no MASP (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand)”, relembra. No ‘Altas Horas’, a cantora apresenta seu lado acústico e presta uma homenagem à música popular brasileira ao entoar “Como Nossos Pais”, canção de Belchior conhecida na voz de Elis Regina.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em seguida, o grupo Cidade Negra assume como uma das atrações musicais da noite. De óculos escuros, os músicos imprimem um estilo e despertam a curiosidade de Marcius Melhem sobre o uso do acessório mesmo em locais fechados ou à noite. Em um dos blocos do ‘Altas Horas’, para acompanhar a banda, Marcius, Fernanda Torres e Serginho Groisman também ganham óculos escuros. O vocalista Toni Garrido ainda relata que, entre seus amigos músicos, é conhecido como “o Cauby Peixoto do reggae”, por usar vários acessórios e estampas em suas camisas. Quem se identifica com o estilo de Toni é o vocalista do grupo Rodhanna, outra atração da noite. As estampas e roupas temáticas do anos 1970 são parte da proposta do grupo de fazer covers de sucessos da época.

Antes da luta de UFC de Vitor Belfort deste sábado, que será exibida logo após o programa, o apresentador entrevista o lutador via internet. De Fortaleza, ele conta sobre a preparação e expectativas para enfrentar Kelvin Gastelum, em um duelo de peso médio. “O foco está em mim e não no adversário. O pensamento é virtual e se torna real quando é tomado pela emoção”, observa Belfort ao longo da conversa.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais