Orgulho e Paixão: Rômulo tem crise de choro ao reencontrar Josephine

Publicado há 3 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Orgulho e Paixão, na Globo, Rômulo (Marcos Pitombo) ficará chocado com o reaparecimento de sua mãe Josephine (Christine Fernandes). Ela havia sido dado como morta, dez anos atrás. Mas a mulher voltou e pretende ganhar o perdão de seus filhos. Ao vê-la, Rômulo sairá correndo, desesperado.

Mais tarde, Cecília (Anaju Dorigon) vai encontrá-lo, abatido, chorando muito. Ele não compreende o que está acontecendo e a esposa vai confortá-lo. “Rômulo, meu amor!”, dirá abrançando-o. “Primeiro foi você, agora estão querendo me enlouquecer, Cecília!”, afirmará soluçando de tanto chorar.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Camilo chama Julieta para conversar, em Orgulho e Paixão, na Globo

No momento seguinte, ele vai se acalmar. “É claro que fiquei feliz de ver a minha mãe viva, depois de tantos anos. Dez! Mas onde ela esteve esse tempo todo? Por que nos abandonou? Não há o que a justifique!”, dirá. “Você está sob o impacto da revelação, é natural que reaja dessa forma. Mas, meu querido, conhecer a verdade é sempre melhor que desconhecer. Não importa quão dura seja!”, argumentará Cecília.

“E se eu não sobreviver a isso? Se meu coração explodir de sofrimento?”, questionará Rômulo. “Você precisa dar uma chance a ela… e principalmente a você mesmo… de compreender os motivos que a levaram a cometer a loucura de abandonar dois filhos, forjar a própria morte. Sim, é uma loucura. Mas deve haver alguma explicação”, concluirá Cecília.

Ainda em Orgulho e Paixão: Aurélio repreende Edmundo por causa de Ema

Em Orgulho e Paixão, na Globo, Aurélio (Marcelo Faria) não está nada contente com o noivado de Ema (Agatha Moreira) e Edmundo (Nando Rodrigues). O rapaz deu um vexame durante a festa de noivado e acabou decepcionando a todos. Mas, no dia seguinte, ao procurar Ema, para pedir desculpa, ele se deparará com o pai da noiva. Confira.

“Que espetáculo deprimente o senhor nos ofereceu ontem à noite. Se apresentar bêbado no baile de noivado! Dizer o que disse de si mesmo, que ama outra, já seria humilhação suficiente pra minha filha. Mas não se contentou, achou pouco! Tingiu os sentimentos mais delicados de Ema com as tintas do escândalo, e exibiu para a cidade inteira!”, reclamará Aurélio.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio