Orgulho e Paixão: Mariana incentiva Luccino a encontrar alguém que o faça feliz

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Orgulho e Paixão, na Globo, Mariana (Chandelly Braz) descobriu que seu amigo Luccino (Juliano Laham) gosta de rapazes. Ao mesmo tempo, ela perceberá que ele está meio perdido sobre como lidar com a homossexualidade. Com isso, ela vai procurá-lo para conversar e até incentivá-lo a encontrar alguém que o faça feliz. Confira.

“Posso entrar?”, perguntará Mariana. “Mariana? O que está fazendo aqui a essa hora? Você está arranhada no braço…”. “Longa história… Mas o fato é que ultimamente os homens andam fugindo de mim. Queria saber quais foram os seus motivos”. “Ah, Mariana, eu… fiquei com vergonha. Falei o que não devia, não sei o que me deu”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Vingativa, Susana joga Camilo contra Julieta, em Orgulho e Paixão, na Globo

“Não precisa se envergonhar. Você foi sincero. Às vezes, acho que estou ficando doido. Eu a olho agora e sinto muito carinho, amizade, mas… Não é o que eu sinto pelo Mário. Só que o Mário não existe. É um personagem”, avaliará. “Eu entendo, juro. Aconteceu o mesmo comigo. Antes de me apaixonar pelo Brandão, lembra como fiquei encantada pelo Motoqueiro Vermelho? Eu sentia que o amava, parecia tão real, mas… era só uma fantasia”.

 Marina explica o que está acontecendo

“No seu caso, o Motoqueiro representava a aventura, o risco que sempre te atraiu. No meu, não sei…”. “Luccino, meu amigo tão querido… Você sabe sim… Na oficina, você começou a falar e ficou com medo… Mário lhe permitiu viver algo que você sempre quis viver, mas tinha medo. Porque o Mário parecia um rapaz, se comportava como um rapaz… Mas saber que era eu, uma moça, lhe deu segurança, coragem. É como se a fantasia permitisse você viver uma realidade, a sua realidade”.

“E o que é que a gente faz com essa minha realidade, quando a realidade do mundo que me cerca é outra e não quer pessoas como eu? Volta a enterrar bem fundo, tenta esquecer?”, perguntará. “E vai abrir mão de tentar encontrar alguém de carne e osso que lhe faça feliz? Ninguém pode viver assim, Luccino e… Olha isso… Olha esse céu, olha essas estrelas. São tantas. Quem sabe não existem outros planetas como o nosso, gente como a gente… Ou mesmo gente diferente, vidas diferentes… Realidades diferentes. Não é possível que a realidade aqui seja uma só. Que você não possa viver a sua. Ele deita a cabeça no ombro dela e… chora”.

Ainda em Orgulho e Paixão

Em Orgulho e Paixão, na Globo, Ema (Agatha Moreira), finalmente, começou a trabalhar para Ludmila (Laila Zaid). Mas a baronesa ainda não tem noção sobre as responsabilidades de um emprego. Nos próximos capítulos, ela chegará atrasada e a chefe reclamará do comportamento da moça. Além disso, explicará como devem ser as regras no trabalho. Confira.

“Ema! Você está muito atrasada”, dirá Ludmila ao ver Ema chegando. “É verdade, me desculpe, Lud. É que passei pra ver Ernesto no trabalho e você não imagina o que vi! A fábrica de sua família passa por um grave problema de gestão de funcionários…”. “Tenho todo interesse em saber de tudo depois. Mas espero comprometimento total aqui na loja. Você tem horário pra entrar e sair, Ema”, avisará.

“Mas eu tinha que resolver um assunto pessoal! Somos amigas e eu precisava ver de perto essa agonia de Ernesto”, insistirá. “Assuntos pessoais devem ser resolvidos fora do horário de trabalho. Ou, em casos mais urgentes, você precisa ao menos me avisar! Essa é a etiqueta profissional. Você que gosta tanto de protocolos, é bom que aprenda esse”. “Tudo bem. Vou pegar o jeito. Me desculpe, obrigada, com licença, até já”, concluirá irritada.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio