Orgulho e Paixão: Lídia não consegue esconder paixão por Uirapuru

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Orgulho e Paixão, na Globo, Lídia (Bruna Griphao) está de casamento marcado com Otávio (Pedro Henrique Müller), mas não o ama. Ela está se casando por conveniência, já que engravidou de Uirapuru (Bruno Gissoni) e não pode se dar o luxo de ser mãe solteira. Em uma conversa com Ofélia (Vera Holtz), no entanto, Lídia vai demonstrar que ainda pensa no poeta. Confira.

“Este casamento sem pompa e circunstância é seu castigo. Quem mandou se entregar praquele poeta de araque? Maldita hora que o passarinho de bico doce piou perto da minha casa!”, afirmará Ofélia. “Ele tem o bico doce mesmo, Mamazita… O Uirapuru. Docinho, docinho”, rebaterá Lídia.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Ema fica desesperada com possibilidade de Ernesto ser preso, em Orgulho e Paixão, na Globo

“Menina, não fale assim, até parece que nunca esqueceu o canalha emplumado!”. “Meu Uiruzinho foi arrancado de mim! Se não… quem sabe eu não estaria até hoje casando com minha rola brava?”. “Que palavreado é esse, Lídia?!”. “Estou falando do pássaro, mamãe. As rolasbravas, conhecidas pelo nome científico de Streptopelia turtursão, formam casais pra vida inteira, por isso são símbolo do amor eterno”. “Filha, escute: nunca mais mencione o nome do Uirapuru. Ainda mais na presença do seu noivo”. “Quem, Tatá? Ele mal me dá bola, nem se importaria…”, concluirá.

Ainda em Orgulho e Paixão

Em Orgulho e Paixão, na Globo, Susana (Alessandra Negrini) e Petúlia (Grace Gianoukas) estão dispostas a chantagear Margareth (Natália do Vale). Com isso, elas precisam descobrir um segredo da britânica. As duas estão perto de conseguir: depois de ouvir uma conversa, a empregada vai se ocupar de fotografar o delegado Kléber (Márcio Vito) plantando provas contra Elisabeta (Nathalia Dill), a mando da vilã estrangeira.

A cena começará com Kléber e seus homens botando os explosivos dentro de um armário na redação do jornal de Elisabeta. Do teto, Petúlia, de camisola, com sua máquina se posicionará para flagrar Kléber com a boca na botija dos explosivos. Ele ficará na marca esperada por ela, que conseguirá fotografá-lo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio