Orgulho e Paixão: Julieta e Aurélio se beijam com paixão

Publicado há 3 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Julieta (Gabriela Duarte) vai deixar seu lado mais duro de lado por um instante, Orgulho e Paixão, na Globo. Aurélio (Marcelo Faria) chegará no meio do baile de Camilo (Maurício Destri) e dará de cara com a Rainha do Café. Com isso, ela o chamará para conversar sobre negócios. O papo, no entanto, vai esquentar. Confira.

“Espero que desta vez, sem plateia, possamos conversar com algum equilíbrio. Não foi fácil esquecer a cena constrangedora do senhor de joelhos diante de mim, implorando clemência”, afirmará Julieta. “Lamento que a senhora não tenha sensibilidade para reconhecer o desabafo honesto de um pai de família e filho dedicado”. “É bom que o senhor saiba que na minha cota de paciência há espaço para todos. Menos para as vítimas. Então, vamos logo ao ponto: estou ciente de que o prazo que Susana deu ao seu pai está se esgotando. Mas não fui comunicada da decisão. Então, em que pé estamos?”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Fani alerta Cecília sobre casamento com Rômulo e demonstra ódio, em Orgulho e Paixão

“O que espera que eu faça? Que entregue de mão beijada o patrimônio de minha família, minha dignidade, a saúde frágil de meu pai, a juventude de minha filha?”, afirmará irritado. “O senhor tem mesmo vocação pra tragédia! Seja ao menos ponderado. Prefere mesmo ficar no barco enquanto ele afunda? Quer que eu mande executar a dívida de sua família comigo?”.

“Já disse que admiro a senhora pelo império que manteve mesmo na falta de seu marido. Mas aposto que se deparou com concorrentes menos duros e ambiciosos do que está sendo comigo”. “Ah, então no fundo o senhor acha que tudo que conquistei foi por sorte?! Pelo meu marido?”. “Pra uma mulher na sua posição, imagino que a generosidade e a complacência de alguns a favoreceram”.

“Não admito que o senhor me ofenda!”, dirá Julieta irritada. “Não há nenhuma intenção de ofensa aqui. Apenas a certeza de que se a mesma admiração que desperta em mim atingiu a outros… a senhora só teve benefícios com isso”. T

Neste momento, Julieta dará um tapa na cara de Aurélio. “Não preciso de favores alheios. E nem me dou a esse desfrute!”. “Que foi isso?! Como a senhora teve coragem…? “Não duvide de mim!”, afirmará a Rainha do Café, levantando a mão para bater de novo, mas será impedida dessa vez.

Ela ficará surpresa, os dois ficarão se olhando fixamente, ofegantes, se aproximarão sem perceber e se beijarão. Na sequência, ela se mostrará arrependida. “O que você fez?”.  “Não se bate no rosto de um homem”. “E já que não pode revidar na mesma moeda…”. “Não foi esta minha motivação para beijá-la, mas se a senhora está dizendo… Só que não tomei a iniciativa sozinho. Fomos os dois”, deixará claro.

“Insolente! Saia daqui! Anda! Some daqui, seu traste!”. “É melhor que a senhora se acalme! Seus convidados vão ouvir do salão”. “Sai! Agora! Antes que eu some esse abuso à sua dívida comigo!”.  Aurélio, então, sairá. “Desgraçado! Vai me pagar por isso”, concluirá Julieta demonstrando um misto de desejo e nojo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio