Orgulho e Paixão: Josephine fala sobre como conseguiu se passar por morta

Publicado há 3 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Orgulho e Paixão, na Globo, Josephine (Christine Fernandes) retornou ao Vale do Café. O objetivo dela é se vingar de Tibúrcio (Oscar Magrini), mas, principalmente, retomar o seu romance com Brandão (Malvino Salvador). No entanto, nem tudo será tão simples para ela, que precisará, inclusive, revelar como passou esses 10 anos como morta. Confira.

“Pare de resistir… Você quer tanto quanto eu… Viktor, meu amor… Viktor, que saudade! Sou sua, sempre fui…”, dirá tentando seduzir ele. “Não!!! Sofri muito pra seguir com a vida depois que você me abandonou! Você não pode agora chegar feito um furacão, derrubando os muros, as portas, achando que vai voltar pra minha vida como se nada tivesse acontecido!”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Julieta revela que era pobre, em Orgulho e Paixão, na Globo

“Certas coisas nunca mudam… Sempre racional, não é, Viktor? Controlado, sensato”, rebaterá. “E o que eu ganhei da última vez que abri mão da sensatez? Que me entreguei de peito aberto à paixão?!”, questionará. “Talvez você deva se perguntar o que perdeu quando desistiu dela! Quando se recusou a fugir comigo! Foi muito feliz ficando pra trás, cuidando do seu quartel, polindo diariamente suas botas?”.

“Vamos lá, me conte, Josephine: o que foi que eu perdi? Por onde andou esses anos?”. “Depois que saí da sua casa, encharcada e de coração partido… Fui recolhida por uma senhora que passava numa carruagem. Por sorte era de fora da cidade, não me conhecia. Inventei uma desculpa, ela me emprestou roupas secas. Fui ao banco, retirei um dinheiro que mantinha escondido com nome de solteira, sem que Tibúrcio soubesse. Já havia pensado em fugir dessa vida antes, nunca tinha tido coragem…. Depois, viajei até Santos, de lá tomei um navio pra Gênova. Vivi dez anos na Europa. Dez magníficos anos”, falará.

“Longe dos seus filhos, de mim”, rebaterá. “É verdade, teriam sido perfeitos… se não fosse pela saudade. Dos meus meninos, claro. E de você, o único homem que amei. Era o que você me jurava sempre, entre os lençóis: que nunca amaria outra… Estava falando a verdade? Ou eram só mentiras sinceras de um jovem inexperiente? Ainda sou a única mulher que você amou?”, questionará Josephine.

Ainda em Orgulho e Paixão: Ofélia comemora noivado de Elisabeta com Darcy

Ofélia (Vera Holtz) ficará extremamente feliz ao saber que Elisabeta (Nathalia Dill), sua filha, e Darcy (Thiago Lacerda) decidiram se casar. A notícia é uma surpresa para ela, já que ela não acreditava que a menina fosse se apaixonar tão logo. A protagonista sempre teve um espírito mais aventureiro. Agora, Ofélia estará tão feliz que esquecerá todas as diferenças com Darcy e demonstrará ansiedade com o casório.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio