Orgulho e Paixão: Ernesto tenta se desculpar com Ema, mas acaba trocando farpas

Publicado há 3 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos próximos capítulos de Orgulho e Paixão, após Ernesto (Rodrigo Simas) ter sido grosseiro com Ema (Agatha Moreira), o moreno procurará a neta do Barão (Ary Fontoura) no cortiço para se retratar. “Errou o caminho. Seu mundo é ali na próxima rua”, falará a jovem, tentando fechar a porta.

Orgulho e Paixão: Susana dispensa Olegário e agarra Xavier

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Vim pedir desculpas. Pela minha rudeza lá no bar. Mas não pelo que eu disse. A senhorita fica tirando farinha comigo… Pois também é pobre agora! Como eu e a maioria das pessoas!”, afirmará o rapaz, entrando no local.

“O senhor não pode vir na minha casa me afrontar dessa maneira. Desaforado!”, atacará a mocinha. “A casa não é sua. Tá vendo? Não tem casa, tá morando de favor, igualzinho a mim. É pobre!”, rebaterá Ernesto.

“Estou passando por uma fase de… Retração. Mas sou rica de vivência, alma e costumes!”, avaliará Ema. “Ah, balela! Isso não existe. Eu por exemplo acho que meus sentimentos são mais nobres que os da senhorita. Então, sou milionário?”, questionará o rapaz.

“Olha aqui! Não me responsabilizo pelo que minha sombrinha é capaz de fazer. Ela é muito intempestiva. Se o senhor continuar aí, pulando feito um alvo na minha frente…”, ameaçará a amiga de Elisabeta (Nathalia Dill).

Orgulho e Paixão: Lorde Williamson convida Elisabeta para jantar

“Ah, não aguenta a verdade, não é? Pois a pessoa tem poucas oportunidades de ser rica nessa vida: nascendo em família abonada, tendo um trabalho afortunado, ganhando no jogo ou laçando um marido rico. O berço de ouro a senhorita já perdeu. E até onde sei, não se encaixa em nenhuma das outras chances. Ou se casou com um grã fino e não fiquei sabendo?”, ironizará o moreno.

“Bruto! Rústico! Primitivo! Não acredito que deixei você me convencer a ficar nessa cidade!”, xingará Ema. “Estava demorando: tudo é culpa dos outros. Pois volte para o Vale, onde estão outros dois culpados da sua tragédia. Seu pai e seu avô, os únicos que te engolem nessa vida!”, concluirá Ernesto, indo embora.

 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais