Orgulho e Paixão: Brandão confessa que é o Motoqueiro Vermelho

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Orgulho e Paixão, na Globo, Brandão (Malvino Salvador) foi preso como suspeito de ter atirado em Darcy (Thiago Lacerda). Já na delegacia, ele terá que se explicar. Mas ninguém imagina que se trata de uma armação de Xavier (Ricardo Tozzi) para incriminá-lo. Vestido como Motoqueiro Vermelho, como o suspeito de atirar no galã, ele terá que admitir que é, de fato, o personagem justiceiro do Vale do Café. Confira.

“Mas como posso me defender se não tenho a menor ideia do que houve?”, questionará, sem entender nada. “Está bem, vou jogar seu jogo. Um homem vestido exatamente como o senhor… com o traje do Motoqueiro Vermelho… usando uma motocicleta idêntica a que foi encontrada com o senhor… atirou em Elisabeta Benedito. Com uma arma de calibre igual à que foi achada ao seu lado”, explicará o delegado Baltazar.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Luccino convence Otávio a ficar no Vale do Café, em Orgulho e Paixão, na Globo

“Mas isso é impossível… O senhor disse lá na estrada que Darcy entrou na frente e foi baleado. Como ele está? Está vivo?”, questionará Brandão. “É a última pergunta que respondo. Foi ferido, não sei informar a gravidade. Agora chega, é a sua vez de responder”. “Não fui eu! Fui vítima de um cilada!”, falará Brandão.

Brandão se explica

“E a roupa que está vestindo? É idêntica à do indivíduo que apelidaram de Motoqueiro Vermelho… Foi ele que atirou em Elisabeta diante de todos. Há muitas testemunhas”, rebaterá o delegado. “Não foi o Motoqueiro! Foi alguém se fazendo passar por ele!”. “Como pode afirmar isso com tanta certeza?”, perguntará. “Porque não atirei em ninguém… E eu sou de faro o Motoqueiro Vermelho!”, confessará.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio