O Tempo Não Para: Samuca se une a funcionários da Samvita para destruir Mariacarla

Publicado há 2 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos próximos capítulos de O Tempo Não Para, Samuca (Nicolas Prattes) se unirá aos funcionários da Samvita, para destruir Mariacarla (Regiane Alves), já que ela demitiu boa parte dos funcionários da empresa sustentável, alguns deles, pessoas próximas de Samuel e Marocas (Juliana Paiva). “Pessoal, a gente tá no meio de uma tempestade, e eu sei que é difícil não ficar ofuscado pela raiva e pelo medo do futuro agora…  Mas é isso que eles querem, e é isso que a gente não pode deixar acontecer!”, dirá Samuca, para os funcionários presentes.

Todos ficarão comovidos com a palavra do jovem empreendedor. “Vamos olhar pra tudo que a gente construiu juntos…Vamos olhar pro lado também, pra ver quem tá com a gente aqui, agora… em pleno início de ano, resistindo… (puxa Marocas pela mão) Vem, meu amor”. “Ninguém jamais poderá apagar uma história tão bela…E porque hoje é o primeiro dia do ano bom, não vamos deixar que contaminem a nossa esperança de um novo tempo… Nenhum de nós será deixado para trás… Aguentem firme!”, dirá Marocas, para todos os presentes.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Aquaman | Filme da DC alcança US$ 260 milhões ao redor do mundo

Discurso

Samuca dirá aos funcionários, que juntos, eles são mais fortes. “É isso… Ninguém aqui vai desistir de vocês!”, concluirá o filho de Carmen. “Aguentem uns com os outros… Estaremos juntos!… Tudo isso haverá de passar… E iremos nos lembrar desse primeiro dia do ano bom como o momento em que escolhemos uns aos outros… Escolhemos seguir adiante com afeto, com amor e união, sem jamais abrir mão daquilo em que acreditamos!”, finalizará Marocas. Todos irão aplaudir o discurso emocionado da congelada. Mas Mariacarla continuará com o seu plano de destruir a Samvita..

O Tempo Não Para é uma novela escrita por Mario Teixeira, com colaboração de Bíbi Da Pieve, Marcos Lazarini e Tarcísio Lara Puiati, com direção artística de Leonardo Nogueira e direção geral de Marcelo Travesso e Adriano Melo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio