O Tempo Não Para: Samuca fica surpreso com as atitudes da ‘nova’ Betina: “Cê tá fazendo um trabalho lindo… É de encher os olhos”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos próximos capítulos de O Tempo Não Para, Betina (Cleo) tentará reconquistar Samuca (Nicolas Prattes), nem que isso, tenha que ferir fatalmente alguém, já que Marocas (Juliana Paiva), tem sido envenenada a mando dela. Mas dessa vez, Betina usará crianças carentes para aplicar o golpe da ‘boa samaritana’. A empresária usará histórias de crianças carentes da Fundação Vita, para mexer com o coração de Samuel.

“Com essa oficina, Samuca, dezenas de crianças agora tem a possibilidade de aprender capoeira e também dança afro… tudo obra da Fundação Vita”, dirá Betina, se passando por uma boa pessoa, já que ela não é. “Maravilhoso, Betina… Cê tá fazendo um trabalho lindo… É de encher os olhos, sabia?”, concluirá Samuel, elogiando a ex, com doçura na fala.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Saiba mais: O Tempo Não Para: Cecílio agradece Cesária por ter salvo a sua vida

Passado triste

Betina relatará, que muitas crianças da Fundação Vita, são criadas pelas mães, após serem abandonadas por seus respectivos pais. “Muitas dessas crianças são criadas apenas pela mãe… Nunca conheceram o pai”, dirá a vilã, tentando mexer psicologicamente com Samuel, já que ele foi criado por sua mãe, Carmen (Christiane Torloni).

“Eu sei bem como é isso”, falará Samuel, muito emocionado. “Samuca… Cê nunca sentiu falta do seu pai?”, indagará Betina, deixando Samuca, sem jeito. “Senti… Mas a minha mãe cumpriu bem os papéis: ela sempre foi mãe e pai, cê sabe… Mas tenho pensado muito nele nos últimos tempos… Tenho vontade de reencontrar… E esse momento tá chegando”, finalizará Samuel, já de saída. Betina ficará pensativa.

Leia: O Tempo Não Para: Após Carmen reencontrar Livaldo, Samuca se sentirá culpado

O Tempo Não Para é uma novela escrita por Mario Teixeira, com colaboração de Bíbi Da Pieve, Marcos Lazarini e Tarcísio Lara Puiati, com direção artística de Leonardo Nogueira e direção geral de Marcelo Travesso e Adriano Melo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio