O Tempo Não Para: Lúcio pretende descobrir o assassino de Emílio: “Eu pretendo esclarecer a morte dele”

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos próximos capítulos de O Tempo Não Para, Lúcio (João Baldasserini) revelará a Mariacarla (Regiane Alves) que acredita que seu irmão, Emílio, fora assassinado por alguém.

Ele descartará o acidente com a cobra e afirmará com todas as letras que seu irmão foi vítima de uma emboscada de alguém. “Mariacarla, eu devo ser franco com você. Eu acho a conclusão do inquérito equivocada e pretendo usar meus recursos para provar que meu irmão não provocou a própria morte… Ele foi assassinado”, concluirá o empresário.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Quer dizer que você acha que o Emílio foi assassinado?”, perguntará Mariacarla, meio confusa. “Tenho certeza”, concluirá o homem bom.

Leia mais: O Tempo Não Para: Após matar Emílio, cobra coral coloca a vida de Damásia em risco

Em busca de evidências

Lúcio revelará a loira que ‘sente’ algo de muito estranho nessa história. “Alguma prova ou indício?”, indagará a loira.

“Nenhum… Mas chame de sexto sentido de gêmeos, ou qualquer outra baboseira… Eu senti algo muito forte no instante da morte dele… Meu irmão foi pego de surpresa. Uma cobra coral… em São Paulo? Dentro de um arranjo de flores? Ele não se arriscaria tanto”, pontuará Lúcio.

“Não é difícil manipular um animal, Lúcio… Existem até encantadores de cobras!”, relatará Mariacarla, com sensatez na fala. Lúcio dirá que pretende esclarecer a morte de Emílio, o mais rápido possível. “Emílio era um crápula, mas era meu irmão. E eu pretendo esclarecer a morte dele”, concluirá o irmão do bacharel Emílio.

Leia mais: O Tempo Não Para: Marocas ficará em pânico ao descobrir que Emílio morreu: “Era eu quem poderia estar à morte agora”

O Tempo Não Para é uma novela escrita por Mario Teixeira, com colaboração de Bíbi Da Pieve, Marcos Lazarini e Tarcísio Lara Puiati, com direção artística de Leonardo Nogueira e direção geral de Marcelo Travesso e Adriano Melo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio