O Tempo Não Para: Dona Agustina passa mal e não assina a papelada do divórcio: “Eu não consigo”

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos próximos capítulos de O Tempo Não Para, Dona Agustina (Rosi Campos) se sentirá mal na audiência do divórcio, diante de tudo isso, ela não conseguirá assinar a papelada do divórcio perante o Juiz.

Leia: O Tempo Não Para: Betina se alia a ex-governanta de Amadeu para matar Marocas

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Dra. Vanda, dra. Belém… Pelo que me disseram, o divórcio é consensual e a guarda das filhas menores será compartilhada”, sentenciará o Juiz. “Sim, Meritíssimo”, acrescentará Vanda (Lucy Ramos), do lado de Dom Sabino (Edson Celulari); “Estamos de acordo”, relatará Belém, do lado de Agustina.

Saiba mais: O Tempo Não Para: Cesária sofre preconceito dentro da casa dos Sabino Machado

O Juiz pedirá que cada um, assinem a papelada. “Normalmente, eu faria um último apelo, mas o casamento de vocês durou muito, muito mais do que todos os outros que eu conheço, mais de 100 anos!… Portanto, se não existir mais nenhuma dúvida, basta que assinem”, relatará o Meritíssimo.

Papá e mamã continuam casados

Dona Agustina passará mal. Ela não conseguirá assinar os papéis, ela perderá as forças. “O que houve, dona Agustina?”, indagará Belém. “Eu não consigo”, concluirá a mulher do século retrasado. “Quer dizer então que não houve a assinatura da separação?”, perguntará Cesária (Olívia Araújo), sem entender nada.

“Acalmem-se, meninas… Mamã está abalada..Cesária… Acompanhe minha mãe até o quarto, por favor”, pedirá Marocas (Juliana Paiva), a amiga. “Deixa que eu cuido dela, Marocas… Acho que a senhora está precisando de um bom escalda-pé”, concluirá Cesária, acudindo Dona Agustina, que pedirá uma medicação. “E de algumas gotas”, finalizará Agustina, já no seu aconchego da família Sabino Machado.

O Tempo Não Para é uma novela escrita por Mario Teixeira, com colaboração de Bíbi Da Pieve, Marcos Lazarini e Tarcísio Lara Puiati, com direção artística de Leonardo Nogueira e direção geral de Marcelo Travesso e Adriano Melo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio