O Tempo Não Para: Dom Sabino presencia envolvimento entre Livaldo e Carmen

Publicado há 2 anos
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos próximos capítulos de O Tempo Não Para, Dom Sabino (Edson Celulari) presenciará Livaldo (Nelson Freitas) abraçando Carmen (Christiane Torloni), sua atual namorada. “Livaldo, pode parar com esse seu… com isso aí que cê tá fazendo ou querendo, porque seja lá o que for, não vai dar certo”, dirá Carmen, pedindo distância do ex. “Já deu certo… A gente fez um filho sensacional… o garoto é um exemplo pra juventude brasileira e até pro mundo. O que mais a gente pode querer da vida? Vamos esquecer o passado, as mágoas… pelo Samuca”, concluirá Livaldo, que abraçará a ex logo depois.

Dom Sabino presenciará o abraço entre os dois, e ficará extremante bravo com a situação. “Eu gostaria de saber o que se passa aqui. Pensei que Lilico… Que Livaldo fosse fanchono, mas agora já não sei”, indagará Dom Sabino. Livaldo ficará sem entender. “Achou que eu fosse o quê?”, perguntará o pai de Samuca. “Gay… Ele achou que você fosse gay, por ter
fugido vestido de mulher”, pontuará Carmen, se referindo ao primeiro encontro entre Dom Sabino e Livaldo. “Dom Sabino, acho que eu ia fazer mais sucesso sendo gay do que hétero… Mas, infelizmente, meu negócio é mulher”, dirá Livaldo, já de saída.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Com ‘receio’ de morrer, Marocas decide diminuir a sua carga de trabalho

Longe do ex…

Enfim, Dom Sabino pedirá Carmen para se afastar do ex. “A senhora está proibida de olhar nos olhos desse gavião novamente!”, relatará o pai de Marocas (Juliana Paiva). Mas Carmen não acatará o pedido de Dom Sabino, o deixando invocado. “O senhor é que está proibido de me proibir de fazer qualquer coisa!”, finalizará Carmen, com firmeza na fala, na decepção de Dom Sabino. Livaldo ficará feliz em ‘plantar’ a discórdia entre os dois.

O Tempo Não Para é uma novela escrita por Mario Teixeira, com colaboração de Bíbi Da Pieve, Marcos Lazarini e Tarcísio Lara Puiati, com direção artística de Leonardo Nogueira e direção geral de Marcelo Travesso e Adriano Melo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio