O Tempo Não Para: Após chamar a esposa de Carmen, cocheiro ‘salva’ a vida de Dom Sabino

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos próximos capítulos de O Tempo Não Para, Dom Sabino (Edson Celulari) se meterá em mais uma saia justa. O pai de Marocas (Juliana Paiva) chamará a esposa mais uma vez de Carmen (Christiane Torloni). Dona Agustina (Rosi Campos) ficará revoltada com o marido. Os dois estarão no quarto da pensão, quando começarão a se amar. Em um momento mais apimentado, Dom Sabino chamará a esposa pelo nome da mãe de Samuca (Nicolas Prattes).

“Que força, que ardência, que lábios de mel! Oh, Carmen”, dirá Sabino. Agustina não ficará contente após ouvir o nome da rival. “Alto lá, meu marido! Por qual nome me chamou?”, perguntará. Ele dirá que foi de Agustina. Mas ela o cortará. “Não foi o que ouvi enquanto o senhor beijocava… a minha pessoa!”, dirá a mãe de Marocas com sangue no olhos. Mas será interrompida por batidas na porta. Dom Sabino será ‘salvo’ pelo cocheiro que irá cobrar pela venda do cavalo e que ainda não recebeu. “Cadê o dinheiro que deve do meu cavalo?”, questionará o rapaz. Dom Sabino tentará resolver o problema.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia: O Tempo Não Para: Waleska descarta processar a Marinha: “Eu devo a essa corporação tudo o que sou”

Se desfazendo do presente de Amadeu em O Tempo Não Para

Sem dinheiro, Dom Sabino quitará o valor do cavalo; com um presente caríssimo que ganhou de Amadeu (Luiz Fernando Guimarães): um alfinete de gravata. Segundo Amadeu, valiosíssimo. Ele dará o alfinete para o cocheiro e dirá que em breve, irá resgatá-lo. “Mas me prometa que não irá se desfazer dele. Pagarei uma boa soma para recuperar este alfinete, no devido tempo”, concluirá Dom Sabino. O pai de Marocas ficará aliviado após a transação.

Leia: O Tempo Não Para: Marocas detona Pedro Parede: “O senhor deveria se envergonhar”

O Tempo Não Para é uma novela escrita por Mario Teixeira, com colaboração de Bíbi Da Pieve, Marcos Lazarini e Tarcísio Lara Puiati, com direção artística de Leonardo Nogueira e direção geral de Marcelo Travesso e Adriano Melo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio