O Sétimo Guardião: Valentina aproveita ausência de Marilda e convida Eurico para jantar

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em O Sétimo Guardião, na Globo, Valentina (Lilia Cabral) armou para ficar a sós com Eurico (Dan Stulbach). Ela aproveitou que a relação do prefeito com sua irmã Marilda (Letícia Spiller) ficou estremecida e mandou a primeira-dama para São Paulo. Assim, ela deixará ambos separados e convidará o cunhado para um jantar. Confira.

“Deixa ela ficar sozinha, pensar um pouco… É tudo uma questão de tempo. Logo Marilda vê que você não irá atrás dela… E aí ela é que vai voltar com o rabicó entre as coxas”, argumentará Valentina, quando Eurico dizer que vai atrás da esposa. “Espero que isso não demore… Porque não estou acostumado a ficar sozinho”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Valentina se abala e chora após brigar com Gabriel, em O Sétimo Guardião, na Globo

“Se quiser, hoje pode vir jantar comigo. Assim não passará a segunda noite na solidão”. “Posso trazer os meninos?”. “Vamos ser sinceros: você vai passar o jantar desabafando, falando de suas saudades da mãe deles, que está numa boa lá em São Paulo. Vai fazer papel ridículo diante de seus filhos”. “É, eu ia fazer isso mesmo, você está certa”. “Esteja aqui às oito horas, sozinho… E sem atrasos”, concluirá a megera.

Ainda em O Sétimo Guardião

Em O Sétimo Guardião, Feliciano (Leopoldo Pacheco) se convenceu mesmo de que não existe passagem secreta para a fonte milagrosa. Para ele, o que existe é um buraco sem saída que confundiu tanto Judith (Isabela Garcia) quanto Milu (Zezé Polessa). O que ele nem imagina é que Sampaio (Marcello Novaes) fechou provisoriamente o túnel. Confira.

“O que foi que aconteceu agora, Feliciano?”, perguntará Ondina. “Calma que a notícia é boa…”, responderá Feliciano. “Então, desembucha logo”. “Não existe outro acesso à fonte! Eu e a Milu fomos com Judith até lá. A tal passagem que ela encontrou vai dar numa parede de pedras, que deve estar lá faz séculos”, explicará.

“Que alívio! Sendo assim, não temos mais motivos para adiar a conversa com Gabriel…”, avaliará a dona do cabaré. “Só precisamos avisar os outros e convocar o rapaz para conversar com todos”, ponderará Feliciano. “Vamos fazer isso logo”, concluirá Ondina, ansiosa.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio