O Sétimo Guardião: Valentina admite que tentou matar Laura com todas as suas forças

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em O Sétimo Guardião, na Globo, Valentina (Lilia Cabral) perceberá o cerco se fechando, nos próximos capítulos. A vilã cometeu erros e poderá pagar caro por isso. Laura (Yanna Lavigne), que ela acreditava estar morta, retornará mais ameaçadora do que nunca. Com isso, ela vai conversar sobre a situação com Marcos Paulo (Nany People) e admitirá que tentou assassinar a filha de Olavo (Tony Ramos) com todas as suas forças. Confira.

“Nasceu e vai morrer abusada! Só porque se esbaldou comigo uma noite já quer acordar na minha cama no dia seguinte?!”, reclamará Valentina. “Eu sei que é difícil engolir calada o teatro de falsidades que assistimos lá na sala… Mas não desconte em mim!”. “Nunca fui de sentar o rabo na plateia da vida, sempre assumi o papel de atriz principal…”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Bebeto descobre que Nicolau escondeu resultado de seu teste de dança, em O Sétimo Guardião, na Globo

“Ah, para, Valentina! Na lista das suas características, a ingenuidade não entra! Que história mais absurda foi aquela que Laura contou e você ainda assinou embaixo?!”. “A única coisa que importa é que Olavo acreditou que tudo não passou de um acidente…”. “Você realmente acha isso?”. “Tenho minhas dúvidas. Mas, pelo menos, ele fingiu que acreditou o que me dá um tempo…”.

Ainda nesta cena de O Sétimo Guardião

“Que você precisa para…?”. “Convencer Gabriel a baixar a guarda e a lutar comigo contra a ex-defunta e o pai dela!”. “Ex-defunta… Qual é a verdadeira história do sumiço da Laura, hem? Por que você se referiu a ela assim?”. “Porque eu tentei matar aquela garota chata e empurrei ela da escada… mas não deu certo!”, admitirá. “Você tentou matar a Laura?!”, questionará Marcos Paulo, com surpresa.

“Com todas as minhas forças”, responderá gélida. “E você diz isso assim, como quem pede um pudim de sobremesa?!”. “Diga-se a meu favor que não fiz nada de caso pensado”, minimizará Valentina. “Ah, isso muda tudo, claro”, ironizará Marcos Paulo. “Laura que assinou a própria sentença de morte! Ameaçou sair por aí contando da fonte e do meu negócio com a água, a gente começou a discutir e quando ela ia no meio da escada…”, explicará relembrando a cena.

“Você a empurrou da escada!”. “Não. Eu apenas a deixei cair e se esborrachar inteira. Quer dizer, isso era o que pensava! Afinal, a desgraçada sofreu só um desmaio e está aqui de novo com aquela coisa ridícula no pescoço!”. “Só não entendi uma coisa… Como Laura foi parar no hospital de Greenville? Com certeza, você não deixou o corpo mofando lá na sala”.

“Essa é uma daquelas reversões de expectativa que só acontecem em novelas e sobre a qual tenho apenas algumas suspeitas… Agora, se me dá licença, já passou da hora do meu ritual de beleza matinal”, dirá e sairá para o banheiro. “Sempre achei essa mulher um monstro. Só nunca pensei que fosse burra e inconsequente! Agora é que Olavo acaba com ela!”, concluirá Marcos Paulo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio