O Sétimo Guardião: Patrício surpreende e indica como Gabriel pode protelar desapropriação do casarão

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em O Sétimo Guardião, na Globo, Patrício (Lucci Ferreira) surgirá para clarear um pouco as ideias de Gabriel (Bruno Gagliasso). O protagonista terá acabado de descobrir que o casarão de Egídio (Antônio Calloni), que seria seu por direito, foi desapropriado. Neste momento, o repórter aparecerá pedindo uma entrevista e conseguirá explicar para o galã como ele poderá contra-atacar os vilões. Confira.

“Cara, não tô em condições de falar agora!”, dirá Gabriel ao ser abordado. “Podemos agendar pra logo mais?”, perguntará Patrício. “Não ouviu o rapaz, Patrício? Não insista!”, responderá Sóstenes. “Preciso procurar pelo meu advogado. Deve ter um jeito de reverter essa desapropriação…”, dirá o protagonista.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Eurico fica em pânico ao saber que Gabriel é filho de Egídio, em O Sétimo Guardião, na Globo

“Reverter talvez… e protelar com certeza!”, disparará Patrício. “Como assim?”, questionará. “Dona Marilda falou demais ao dizer que o marido e o filho assinaram a desapropriação hoje. Isso abriu brechas jurídicas! Primeiro, a comunicação não saiu no Diário Oficial. Segundo, você, o herdeiro, não foi procurado, nem recebeu um centavo pelo imóvel. Terceiro, duvido que tenham feito o depósito em juízo no nome do titular do bem, aquele que consta no registro: Egídio Arantes”.

Ainda nesta cena de O Sétimo Guardião

“Tem certeza que isso pode ser questionado?”, perguntará Luz (Marina Ruy Barbosa). “Claro. Litigância de má-fé no jargão jurídico!”, garantirá Patrício. “Você andou pesquisando tudo isso?”, indagará Sóstenes (Marcos Caruso). “Não precisei. Sou advogado de formação”, revelará. “E trabalha numa rádio clube de cidade pequena?”, perguntará Gabriel. “Todos temos nossos mistérios, Gabriel. Digamos que tenha me desgostado com o Direito, e parei de exercer a profissão por isso”, concluirá.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio