O Sétimo Guardião: Ondina perde a paciência e expulsa Sampaio de sua pousada

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em O Sétimo Guardião, na Globo, Ondina (Ana Beatriz Nogueira) terá certeza de que Sampaio (Marcello Novaes) não é o sétimo guardião. Depois do vilão ameaçar uma de suas meninas, ela tomará uma atitude surpreendente. A cafetina mandará o homem embora de seu estabelecimento. Confira.

“Arruma sua trouxa e dá o fora da minha casa!”, ordenará. “Sem saber que história é essa da pata do gato?”, questionará ele, na lata. “Não sei do que está falando”, desconversará. “Claro que sabe. Achou que eu tinha a marca!”. “Se achei alguma coisa, estava enganada”. “Ou será que me confundiu com outro?”, perguntará.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Laura admite que quer Gabriel de volta e articula vingança, em O Sétimo Guardião, na Globo

“Não interessa! O que eu quero é que saia da minha pousada… Agora!”. “E se eu não for embora?”, provocará. “Aí, vou ter que chamar o delegado”. “Faça isso… E vou contar pra ele essa história da marca”, ameaçará. Neste momento, o delegado Machada entrará: “Se quer me falar do que já sei, perde seu tempo. Daqui este assunto não passa”.

Ainda nesta cena de O Sétimo Guardião

“O senhor também está metido nessa história?”, questionará Sampaio. “Não sei de que história está falando. Vim aqui por uma razão muito clara”. “E qual seria?”. “Uma queixa de tentativa de homicídio. Uma das funcionárias da pousada diz que por pouco não foi estrangulada… Pelo senhor!”.

“Entrei no quarto e vi que ela estava mexendo nas minhas coisas!”, argumentará. “E por isso atacou a coitada?”, questionará Ondina. “Eu… Perdi a cabeça”, se defenderá. “Se acha que foi vítima de tentativa de furto, aproveite a presença do delegado e dê queixa”. “Prefiro esquecer o assunto”, recuará Sampaio.

E mais!

“O problema é que a moça não quer fazer o mesmo. Ela quer dar queixa contra o senhor por tentativa de homicídio. E pode estar certo que isso lhe trará muitos problemas”, avisará o delegado. “Claro que eu posso convencer minha funcionária a desistir da queixa… Mas isso tem um preço”, falará Ondina. “E que preço seria este?”, indagará o vilão.

“Que o senhor trate de fazer o que a Ondina mandou. Arrume o que é seu e deixe a pousada”. “Mas não tem outro hotel em Serro Azul!”, rebaterá. “Então, aproveite e vá embora”, dirá Ondina. “Vocês estão me expulsando da cidade?”. “Por enquanto, só do meu estabelecimento. E não lhe dou outra escolha”.

“Ou sai da pousada, ou a moça dá queixa por tentativa de homicídio. E como o suposto autor do crime é um forasteiro, vou ter que prendê-lo até que tudo se esclareça. O que o senhor acha?”, perguntará o delegado, deixando o forasteiro sem escolha.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio