O Sétimo Guardião: Ondina aconselha Nicolau sobre matrimônio

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em O Sétimo Guardião, na Globo, Ondina (Ana Beatriz Nogueira) vai perceber que Nicolau (Marcelo Serrado) está na perdição total. Com isso, ela se sentirá na obrigação de orientar o chapeiro, fazendo-o refletir sobre a família. “Pra que dois copos? Se vai chamar uma menina…”, questionará o homem, que estará no cabaré.

“É pra mim mesma! Hoje, vou fazer com você algo que não se deve fazer de graça”, responderá a cafetina. “Desculpa, mas não tou no embalo pra…”. “Se achou que era sexo, se enganou. Não exerço o metiê há muito tempo… A não ser por amor… O que não seria o nosso caso. Me refiro a dar conselho! Dizem que se fosse bom, eles seriam vendidos em dólares… E eu concordo. Mas, no seu caso, vou abrir exceção!”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Disposta a mudar de vida, Rivalda dá em cima de Walid, em O Sétimo Guardião, na Globo

“Tá ok, também já dei conselho pra cliente meu”. “Já vi que sua separação de Afrodite parece que é pra valer. Até aí tudo bem, paciência! Tem gente casando e separando o tempo todo, hoje em dia… Virou moda, eu acho”. “Então, qual o problema?”. “Vai continuar assim, tomando porre de noite e dormindo de dia? Que vergonha! Logo você, um pai de família que é referência pra cidade?”.

Ainda nesta cena de O Sétimo Guardião

“Nunca imaginei ver algum dia uma cafetina bancando moralista!”, rebaterá. “Eu pelo menos, tou trabalhando! E você, que nem vai mais no quiosque? Abandonou o serviço? E os filhos! Vai deixar suas crias ao Deusdará?”. “Aqueles lá são uns ingratos, não estão nem aí pra mim!”, argumentará Nicolau.

“Pra quem pregava tanta moral e bons costumes e a defesa da família, você entrou pelo caminho errado, seu Nicolau”, insistirá Ondina. “Acha que não sei disso? Eu só queria ser justo! E agora perdi o ânimo da vida! Sem minha mulher do lado, vou ser o quê? Me fala, Ondina… O que eu faço?”.

“Antes de mais nada, pensa! E pensa bem! Você ama seu negócio, sua família, seu lar… Ou não ama? Se ama, corre atrás que ainda dá pra recuperar tudo que agora parece perdido. Tá pensando que família é igual a garrafa, quando acaba uma a gente já pega outra e depois mais outra?”. “Até parece que você sabe do que tá falando…”. “Sei a falta que família faz… É o suficiente! Pensa, Nicolau. Pensa!”, concluirá Ondina.

Clique, aqui, e continue lendo sobre este capítulo…

CONFIRA O RESUMO DOS CAPÍTULOS DESTA SEMANA…

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio