O Sétimo Guardião: Jurandir ficará com “cheiro do pecado” no corpo após se esbarrar em Milu

Publicado há 2 anos
Por Greicehelen Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O religioso Jurandir, personagem de Paulo Miklos, terá destaque nos próximos capítulos de O Sétimo Guardião. Segundo o Notícias da TV, o religioso ficará com o “cheiro do pecado” de Milu (Zezé Polessa) impregnado no corpo após os dois se esbarrarem na rua de Serro Azul.

Veja também: Rihanna responde fã e revela quando pretende lançar seu novo álbum

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A cena do primeiro encontro do casal improvável deve ir ao ar na próxima segunda-feira (31). O momento desencadeará situações divertidas e os dois acabarão se beijando.

Ainda de acordo com o site, se o autor Aguinaldo Silva não mudar o que está previsto na sinopse, Jurandir e Milu terão um caso.

O encontro

“Não encosta em mim, sua belzebu”, gritará Jurandir, nervoso. “Reza o dia todo e fica de mau humor?”, perguntará Milu.

“Vê por onde anda, sua catimbozeira”, berrará o religioso. Ele sairá resmungando. “Se no Paraíso só tiver gente assim, tô fora”, debochará a esotérica. A partir daí o beato ficará enlouquecido cheirando e esfregando o braço que encostou nela.

Ele entrará em casa e intrigará a filha com seu comportamento. “Aquela feiticeira de quinta me empesteou com o perfume dela! Que cheiro”, esbravejará o amigo de Mirtes (Elizabeth Savalla). “Tá sentindo cheiro de quê, pai?”, questionará Elisa (Giullia Buscacio).

Jurandir estará uma fera com a garota, que não se afastará de Maltoni (Matheus Abreu). “Eu quero saber é se a senhorita está metendo o nariz onde não deve. Que disse-me-disse é esse de você̂ andar de namoro com o sacristão?”, indagará.

Ele ordenará que ela se afaste do protegido do padre ou antecipará a ida para um convento e à força. “Vá pro seu quarto rezar pra afastar pensamentos obscenos”, ordenará o religioso. A jovem sairá chorando, arrasada.

Sozinho, ele falará em voz alta. “E esse cheiro que não sai de mim, meu Deus! Só um banho de sal para me livrar desse bruxedo”, dirá o personagem de Paulo Miklos.

O cheiro continuará no religioso

Muitos dias se passarão, ele continuará reclamando do “cheiro do pecado” e irá tirar satisfação com Milu em sua loja. “Está a maior confusão dentro da minha cabeça. Já não sei mais para que lado me viro, porque a bruxa parece que está em toda parte! Tira esse feitiço do meu corpo e sai da minha cabeça. Não posso deixar você me destruir”, vai disparar.

Ele verá a coruja dela voar e começará a se debater. “Tá vindo para cima de mim”, afirmará. “Ela é empalhada, não pode se mexer”, responderá a guardiã. “Bicho maldito! Vai bicar meus olhos! Quer me cegar. Mais fortes são os poderes de Deus! Vade retro, filha do bode preto, do capiroto”, esgoelará Jurandir.

Milu o abraçará para controlá-lo, já que ele começará a derrubar objetos de sua loja. Ele se atracará com ela, dando-lhe um beijaço. “O senhor inventou essa história toda só para me dar um beijo! Me assediar! Me molestar! Me atacar! Seu carola! Seu tarado! Vou me queixar ao padre, ao prefeito, ao delegado. Vou contar para todo mundo o que você acabou de fazer aqui!”, avisará Milu.

Jurandir perceberá que teve um delírio ao ver a coruja Minerva quietinha em seu puleiro. Pedirá desculpa e sairá choramingando em O Sétimo Guardião.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio