O Sétimo Guardião: Feliciano surpreende e pede licença da Irmandade

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em O Sétimo Guardião, na Globo, Feliciano (Leopoldo Pacheco) surpreenderá Gabriel (Bruno Gagliasso), nos próximos capítulos. Ele comunicará ao guardião-mor seu afastamento da Irmandade. Sem dar muita explicação, ele dirá que não se trata de uma decisão do líder. O filho de Valentina (Lilia Cabral) ficará muito preocupado. Confira.

“Que é que está acontecendo aqui, Feliciano?”, perguntará Gabriel. “Por que você mesmo não me diz?”. “Estou achando este seu tom desafiador demais pro meu gosto”. “E eu não consigo entender porque você acha normal que o Murilo fale de sua mãe daquele jeito tão desrespeitoso”. “Talvez porque ela mereça. É uma mulher com muitos defeitos”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Finalmente, Luz descobre por que Gabriel terminou com ela, em O Sétimo Guardião, na Globo

“Você herdou pelo menos um deles: é tão autoritário quanto ela! A diferença é que a Marlene não tem a sua responsabilidade”. “Não sou autoritário coisa nenhuma, só estou fazendo a minha parte!”. “Prefere errar sozinho. É isso? Esqueceu que, justamente pra não errar, é que tem outras pessoas pra lhe ajudar?”. “Onde foi que errei, me diz?”.

Ainda nesta cena de O Sétimo Guardião

“Trata de descobrir por si mesmo!”. “Não entendo porque você está tão agressivo. Onde tá querendo chegar com tudo isso?”. “No meu pedido de licença da irmandade”, revelará. “Você tá querendo sair?!”. “Sim… Nem que seja por uns tempos”. “Não vou permitir isso!”. “Olha aí: foi autoritário de novo. Antes de decidir por sua conta, não é melhor consultar os estatutos da irmandade no livro? Já que eu e os outros não podemos fazer isso…”, sugerirá.

“Cabe ao guardião-mor, e só a ele, consultar o livro quando for preciso”. “No seu caso, quando tem que tomar uma decisão, quem me garante que não vai improvisando de acordo com sua vontade?”. “Está questionando minha honestidade, é isso?!”. “Vou ainda mais longe. Estou dizendo que talvez você não esteja preparado pra ser o guardiãomor… Ainda mais nesses tempos de crise”.

“Meu Deus, Feliciano, como que a gente chegou até aqui?… De repente você virou outro!”. “Não, eu continuo o mesmo. Só que agora eu quero uma licença da irmandade, apenas isso”. “Não vai me dizer nem a razão desse pedido?”, indagará Gabriel. “Eu já disse. Nossa conversa de agora foi sobre isso. Pena que você não tenha percebido”.

“Vou procurar o capítulo do livro que fala sobre a impossibilidade de licença… Pra lhe provar que seu pedido não faz o menor sentido”. “Não é pedido, vim só lhe comunicar uma decisão minha. Vou sair da irmandade por uns tempos, sim!… Mesmo que os estatutos não permitam”, concluirá Feliciano, deixando Gabriel sem saber o que fazer.

Clique, aqui, e continue lendo sobre este capítulo…

CONFIRA O RESUMO DOS CAPÍTULOS DESTA SEMANA

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais