O Sétimo Guardião: Feliciano incentiva padre Ramiro a entrar para a Irmandade

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em O Sétimo Guardião, na Globo, Feliciano (Leopoldo Pacheco) vai se encontrar com Ramiro (Aílton Graça) e conversará sobre o religioso virar guardião. O padre ainda não se decidiu e está preocupado com o que isso impactará na sua vida e em Serro Azul. Mas o morador de rua tratará de incentivá-lo a aceitar o convite de Gabriel (Bruno Gagliasso). Confira.

“Não, ainda não tenho uma resposta para o convite de Gabriel. Só lhe chamei aqui pra perguntar o que acha dele”, dirá Ramiro. “Eu não posso achar nada sobre coisa nenhuma, padre. Sou apenas um mendigo!”, rebaterá Feliciano. “Ah, para com isso! Sei muito bem que você tem dinheiro. Só fica bancando o mendigo na praça pra saber de tudo que se passa na cidade e manter seu pessoal bem informado”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Após castigo, Eurico brocha e frustra Marilda na cama, em O Sétimo Guardião, na Globo

“Foi o Gabriel quem lhe disse isso?”, questionará. “Você é a sentinela da tal seita”. “Irmandade”. “Então, me diga. Esse troço aí… É mesmo pra ajudar as pessoas, ou não passa de um pretexto pra se reunir, tomar cafezinho e jogar cartas?”. “Depois do que aconteceu com o ferimento na sua testa, que sumiu ao simples toque da água… O senhor ainda tem dúvidas?”.

Ainda nesta cena de O Sétimo Guardião

“Tenho, sim… E muitas!”. “Não devia! O padre sentiu na pele a dimensão daquilo que a gente precisa manter em segredo”. “O poder da água…”. “Isso mesmo. A Irmandade não é uma brincadeira. Não tem nada a ver com religião, esoterismo… Nós não somos uma seita! E diante dos perigos que estamos enfrentando…”.

“A Valentina, a traição do Prefeito…”. “E mais os que estão por vir: a internet, talvez o turismo… Mais do que nunca temos que estar fortes e convictos da nossa missão”. “Tudo bem. Digamos que tudo que você falou seja verdade…”. “E é verdade, padre, acredite em mim!”, clamará Feliciano. “Então, me dê uma razão pra que eu entre nisso”. “O Padre é um homem de missões! Se está pedindo meu conselho, lhe dou: o senhor está sendo chamado para outra missão. Aceite mais esta!”, concluirá o morador de rua.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais