O Sétimo Guardião: Eurico diz à Marilda que está impotente

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em O Sétimo Guardião, na Globo, Eurico (Dan Stulbach) vai admitir para Marilda (Letícia Spiller) que está impotente sexualmente. O prefeito foi castigado por Gabriel (Bruno Gagliasso), depois que ele traiu a Irmandade. O político se juntou a Valentina (Lilia Cabral), que quer explorar comercialmente a fonte milagrosa, protegida pelos guardiões. Confira.

“Ainda está aí?”, questionará Eurico, iniciando a conversa. “Eu falei que ia esperar você sair do banho! E agora não vou tolerar mais desculpas, Eurico: quero saber o que está acontecendo contigo”, dirá Marilda. “Onde você quer chegar com esse papo?”. “Por que sumiu e agora não me quer mais? Arranjou outra? Virou freguês do puteiro?”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Após castigo, Eurico brocha e frustra Marilda na cama, em O Sétimo Guardião, na Globo

“Nem uma coisa, nem outra!”. “Então, porque está fugindo dos meus carinhos?”. “Não posso, não devo… Nem vou falar!”. “Assim vou acabar te esganando!”. “Pelo amor de Deus, violência física, não! Eu tive uns dias péssimos”, clamará ele. “Desembucha! Porque não me quer mais?”. “Porque estou doente!”.

Ainda nesta cena de O Sétimo Guardião

“Do quê? Eurico aponta com os dois indicadores pra baixo”. “Dali! Deu um curto-circuito, Marilda, queimou a placa… Não está funcionando mais!”, dirá deixando Marilda pasma. “Curto-circuito num negócio que sempre funcionou tão bem? Se isso for uma piada…”. “Eu juro que é verdade… Pela vida dos nossos filhos… Pelo nosso amor!”.

“Mas… Parou de funcionar assim, de repente? Como é que uma coisa dessas acontece?”. “Não sei! Talvez seja a pressão. A história da antena, Valentina me perturbando, problemas, preocupações… Eu acordei e… Quando você veio pra cima de mim não senti nada! Não se move, não se mexe, não dá o menor sinal de vida… Morreu!”, detalhará.

“Ah… Hum… Eh… Claro que isso tem jeito. É tudo uma questão de tratamento, meu amor, você é jovem ainda… Já sei! Vamos tentar de novo!”, proporá Marilda. “Não!”. “Agora com muita calma, sem afobação…”. “Quer me ver mais humilhado do que já estou?”. “Não fica assim… Eu teria que ser mesmo a primeira a saber… Além do padre, é claro. Agora entendi a história da igreja. Mas vamos fazer o seguinte: chamar o dr. Aranha”.

“Não!”. “É só o que você sabe dizer: não?!”. “Não! Não quero que ninguém saiba! Esta cidade é um ovo. Se a notícia se espalhar… Quem vai querer votar num político que parou de… De funcionar?”. “Mas então… O que a gente vai fazer?”. “Eu vou cuidar disso na capital. Em segredo”. “Trata de fazer isso logo!”.

“Antes vou esperar os 15% no negócio da água de Valentina. Isso é tudo que me interessa agora”. “E o que vamos dizer pros meninos sobre o seu sumiço?”. “Por favor, dê um jeito, Marilda!”. “Tudo bem! Mas cuide do seu problema, ou eu vou acabar subindo pelas paredes feito lagartixa!”, concluirá Marilda.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais