O Sétimo Guardião: assim como Ypiranga e Scarlett, outros personagens que poderiam ter voltado à cena

Publicado há 2 anos
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Aguinaldo Silva resgatou em O Sétimo Guardião dois personagens de A Indomada, novela que assinou com Ricardo Linhares em 1997. O antigo prefeito de Greenville, Ypiranga Pitiguary (Paulo Betti), e sua fogosa esposa Scarlett (Luiza Tomé). Eles fizeram algumas intervenções na primeira metade da novela e, com Paulo já ocupado pelos trabalhos de Órfãos da Terra, na qual vive Miguel Nasser, posteriormente Luiza apareceu sozinha, contracenando com Marilda (Letícia Spiller), primeira-dama de Serro Azul.

Antes da estreia, falava-se no retorno de Nazaré Tedesco, vilã de Senhora do Destino, interpretada pela mesma Renata Sorrah que consagrou a personagem em 2004. Ficou só na intenção. Que outros personagens da vasta obra de Aguinaldo Silva na teledramaturgia poderiam ter reaparecido em O Sétimo Guardião? Hoje citaremos alguns. Com efeito, vale lembrar que diversas pequenas homenagens foram feitas pelo autor ao batizar personagens da atual novela das 21h com nomes de outras criações suas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Perpétua Esteves Batista

Perpétua (Joana Fomm) de Tieta (Divulgação/TV Globo)

A beata hipócrita que tumultuava a vida dos habitantes de Santana do Agreste em Tieta (1989) foi uma das personagens mais marcantes da carreira de Joana Fomm. Feia e desinteressante, a vida inteira Perpétua invejou a beleza da irmã Tieta (Betty Faria) e seu sucesso com os homens. Com toda a certeza, ela faria uma boa dupla com Mirtes Aranha (Elizabeth Savalla), sua versão 2.0. Especialmente na defesa da moral e bons costumes e no tumulto provocado pelas revelações indiscretas do “Tarja Preta”. A saber, Joana foi convidada para o elenco, mas a personagem destinada a ela ficou com Guida Vianna (Firmina).

Ivonaldo e Rosemary Pontes

Elizângela e Marco Nanini em Pedra Sobre Pedra (Reprodução/TV Globo)

O casal interpretado por Marco Nanini e Elizângela fez parte de Pedra Sobre Pedra (1992). Ivonaldo era sobrinho do mandachuva de Resplendor, Murilo Pontes (Lima Duarte), que fez dele deputado. No entanto, para a prefeitura da cidade o coronel indicava o filho Leonardo (Maurício Mattar). Para despeito e decepção de Ivonaldo e de sua mãe, a beata Gioconda (Eloísa Mafalda). Por sua vez, Rosemary era uma perua deslumbrada, que foi uma das “vítimas” da lábia do retratista Jorge Tadeu (Fábio Jr.). Poderiam agora reaparecer numa participação em O Sétimo Guardião, ainda casados depois de tanto tempo e apesar dos pesares. Quem sabe com Ivonaldo enfim prefeito de Resplendor? Por que não relacionar as cidades, por exemplo, na questão da falta d’água provocada deliberadamente por Olavo (Tony Ramos)?

Professor Praxedes de Menezes

José Wilker, Juca de Oliveira e Lima Duarte em Fera Ferida (Divulgação/TV Globo)

Muito culto, figura respeitada em Tubiacanga, editor do jornal local, o Professor Praxedes de Menezes (Juca de Oliveira) bem que poderia ser resgatado. Ele ressurgiria diretamente de Fera Ferida (1993). A novela foi escrita por Aguinaldo com Linhares e Ana Maria Moretzsohn com base na obra de Lima Barreto. Praxedes era casado com Querubina (Vera Holtz). Mas acaba vivendo um amor outonal pela iletrada e bela Maria dos Remédios (Luiza Tomé). Que tal se ele voltasse como um amigo de Sóstenes (Marcos Caruso), que o tivesse auxiliado à época da tristeza com o desaparecimento do filho Murilo (Eduardo Moscovis)? Isso porque Sóstenes morava na cidade cerca de 20 anos atrás, como citado na novela. Ou alguém que ajudasse na elucidação da origem de Luz?

Ilka Tibiriçá

Cássia Kiss em Fera Ferida (Divulgação/TV Globo)

Cássia Kiss teve três bons momentos na televisão com a parceria de Aguinaldo Silva. Só para ilustrar, o primeiro foi com a Lulu de Roque Santeiro (1985), novela de Dias Gomes que ele desenvolveu em parte. Posteriormente, a Adma Guerrero de Porto dos Milagres (2001), atualmente em cartaz no Canal Viva. E entre elas a solteirona Ilka Tibiriçá de Fera Ferida. Cunhada do prefeito de Tubiacanga, Demóstenes (José Wilker), Ilka formou um divertido par com o impotente Ataliba Timbó (Paulo Gorgulho), que ela curou após uma série de receitas afrodisíacas. Tachada de burra pelos parentes e dada a mexericos para ocupar sua vida vazia, Ilka poderia ser retomada, mas em outras bases. Por que não como prefeita de Tubiacanga? Ou como cliente de Milu (Zezé Polessa), atrás de algo que seguisse dando vigor ao amado?

Zenilda de Holanda

Renata Sorrah como Zenilda em A Indomada (Reprodução/TV Globo)

Cafetina de Greenville, líder da Casa de Campo, Zenilda (Renata Sorrah) era a responsável pela diversão noturna dos homens da cidade em A Indomada. Ela mesma não exercia a função das “camélias”. E no decorrer da história se envolveu com Pedro Afonso (Cláudio Marzo), marido da beata Altiva (Eva Wilma). De tal forma que Zenilda poderia ser uma velha amiga de Ondina (Ana Beatriz Nogueira). Ou de Adamastor (Theodoro Cochrane), que poderia ter sido seu funcionário antes de chegar a Serro Azul, por que não?

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio