O Sétimo Guardião: Aranha fica desconfiado sobre o que Mirtes tanto faz no computador

Publicado há 2 anos
Por Renan Vieira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em O Sétimo Guardião, na Globo, Aranha (Paulo Rocha) vai ver o interesse de Mirtes (Elizabeth Savalla) por um computador. Para ele, ela está fazendo algo muito suspeito e desconfiará que pode ser um problema. A beata, no entanto, fingirá que está apenas escrevendo suas memórias. O médico nem imagina que é ela quem está espalhando os segredos de moradores de Serro Azul na internet. Confira como será a cena.

“Não se atreva a mexer aí!”, avisará Mirtes. “O que você tanto tecla nesse computador? Se fossem suas memórias não reagiria assim!”, rebaterá Aranha. “Não quero ninguém lendo, ainda. Estou na minha fase virginal, de mocinha esquálida, cheia de sonhos, antes do seu pai me deflorar! Natural não querer que o filho leia… É muito íntimo!”, explicará.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Luz fica em choque ao saber que Murilo era o gato León, em O Sétimo Guardião, na Globo

“Acha que convence com essa história?”. “Essa história, não. A minha história! É bom se preparar. Vou relatar coisas terríveis também. Seu parto de cócoras, por exemplo…”. “Pois saiba que não acredito numa vírgula…”. “Do que estou narrando sobre a minha vida?!”.

Ainda nesta cena de O Sétimo Guardião

“De que está escrevendo suas memórias. Pra mim, o que faz nesse laptop é outra coisa, só não sei ainda o que é”. “Você está exagerando na desconfiança. Só estou gastando um pouco do meu tempo vago…”. “Que, aliás, é muito…”. “Porque depois de anos de trabalhos domésticos, servindo ao seu pai como esposa, a você e sua finada irmã como mãe, finalmente me aposentei e pude me dar ao luxo. Aposentada e conectada!”.

“Pelo visto, também viciada…”. “Dos vícios, o menor, não é, querido? Você que conviveu com outros, como o alcoolismo, sabe que meu computador portátil é só uma diversão”, provocará. “Só vou ter certeza disso depois de o conferir!”.

“Esse prazer você não vai ter. Pra seu governo, botei uma senha no meu notebook. Por isso, é perda de tempo querer se aproveitar dos meus cochilos para bisbilhotar meus escritos. Tenho direito à privacidade!”. “Tem, claro. Inclusive agora… Todo o direito!”, concluirá Aranha e sairá.

Clique, aqui, e continue lendo sobre este capítulo…

CONFIRA O RESUMO DOS CAPÍTULOS DESTA SEMANA

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio