O Sétimo Guardião: Adamastor convence Ondina a deixar Júnior frequentar seu cabaré

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em O Sétimo Guardião, na Globo, Júnior (José Loreto) havia sido proibido de entrar no cabaré de Ondina (Ana Beatriz Nogueira). Na épica, ele ameaçou Adamastor (Theodoro Cochrane) com uma faca, mas acabou sendo controlado e, como acordo para não ser denunciado à polícia, acordou não colocar mais os pés no local. Agora, ele vai esquecer a restrição e chegará ao local e, incrivelmente, será defendido pelo braço direito da cafetina. Confira.

“Não lavou as orelhas hoje? Falei pra sair!”, afirmará Ondina ao ver o rapaz em seu estabelecimento. “E se eu ficar? Tem homem pra me tirar daqui?”, provocará o filho de Eurico (Dan Stulbach). “Seus pais lhe proibiram de botar os pés no meu estabelecimento, esqueceu?”, insistirá ela. “Meu castigo já acabou. Passou da validade!”, rebaterá.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Feliciano anuncia a todos em Serro Azul a morte de Egídio, em O Sétimo Guardião, na Globo

“Já vi que vou ter que chamar o delegado! Se sua mãezinha não lhe deu palmada que chega, então vai ter que apanhar da vida mesmo!”, ameaçará. De repente, Adamastor surgirá e dará palpite: “E se a gente deixasse o Júnior ficar?”. “Quer uma faca no pescoço de novo, quer?”, ironizará Ondina. “Não chamam o seu estabelecimento de casa de tolerância? Então… Certas coisas devem ser toleradas aqui dentro. Como, por exemplo, a vontade de se divertir numa cidade pequena”, argumentará.

Ainda nesta cena de O Sétimo Guardião

A cafetina ficará encarando Júnior até que disparará: “Tá, ele fica. Mas só pra eu jogar na sua cara, quando você se arrepender de ter pedido isso”. “A senhora é uma santa!”, comemorará Adamastor. E, na sequência, se voltará para o irmão de Geandro (Caio Blat): “Uísque?”. “Se não for falsificado… Sim”, concluirá Júnior.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio