O Outro Lado do Paraíso: Sophia trabalhava para Caetana como garota de programa

Publicado há 3 anos
Por Nucia Ferreira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Se até agora Sophia (Marieta Severo) se deu bem em todas as suas armações no Tocantins para ter o poder e o dinheiro nas mãos, a vida da vilã começará a ser ameaçada por vários lados em O Outro Lado do Paraíso. E um deles é Caetana (Laura Cardoso), que cruzará com a megera e se lembrarrá muito bem dela no passado.

Tudo começa quando Sophia está em uma birosca conversando com Zé Victor (Rafael Losso) sobre mais uma de suas armações. Quando está deixando o bar, ela dá de cara com a ex-dona do bordel. “Você! Como vai?”, diz a quenga. “Desculpe, minha senhora, não nos conhecemos. Passar bem”, disfarça Sophia, que dá uma desculpa para seu capanga. “Aquela velha me confundiu com outra pessoa”, afirma.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Outro Lado do Paraíso: Preconceituoso, Samuel demite radiologista gay

Caetana, que está acompanhada de Leandra (Mayana Neiva) e Laerte (Raphael Vianna), vai chamar a mulher de ‘ingrata’ e despertará a curiosidade do segurança do bordel. “Fiquei curioso. Aquela mulher, aquela que cumprimentou quando chegou no bar. Quem é?”. A quenga vai dizer: “Uma ingrata como tantas outras. Trabalhou comigo”. Laerte quer saber se Sophia também era da noite. “Eu nunca esqueço um rosto. Era ela sim. Dela eu me lembro muito mais que as outras”, continua. Cri-mi-no-sa”, acusa.

A velha continuará contando a história. “Ela andava com um sujeito. Home casado. Nem sei direito o que ele prometeu. Mas ela foi cobrar. E o home partiu dessa pra melhor”, diz Caetana, despertando ainda mais a curiosidade do segurança. “Não sei pormenores. Mas ela era suspeita, a polícia veio atrás. Ela me implorou ajuda de joelhos. Eu disse que ela tava comigo na hora do crime”, lembra. “Mentiu pra polícia?”, questiona Laerte. “Menti. Eu cuidava das minha meninas. Mas a ingrata sumiu. Nunca mais vi. Agora aparece bem vestida, jeito de rica. Diz que não me conhece… Nunca esqueço um rosto de menina que trabalhou comigo. Inda mais ela. Criminosa. Como eu ia esquecer? Tá mais velha, mas é ela sim”. E o segurança faz mais uma pergunta. “Qual o nome desse homem, que morreu? Só pra eu não esquecer”. Caetana diz: “Agenor, Agenor”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio