O Outro Lado do Paraíso: Sophia conta histórico sangrento da família para Gael: “Esta casa é coberta de sangue”

Publicado há 3 anos
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nos próximos capítulos de O Outro Lado do Paraíso, Sophia (Marieta Severo) tem só aumentado a sua lista de polêmicas e mortes. Após ameaçar Gael (Sergio Guizé), a vilã abrirá o jogo e contará toda a história de morte da sua família, incluindo como fizeram para conquistar todo o império de esmeraldas.

Veja também: Renato sequestra Tomaz, pede resgate de US$ 100 milhões e ameaça mutilar o garoto

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Os dois estarão em uma conversa bastante tensa, Sophia pede que Gael volte atrás com seus planos, mas ele se recusa e afirma que não faz questão das esmeraldas. “Não tou mentindo. Não quero as mãos sujas de sangue. Não quero deixar essa herança de sangue pro meu filho.”, diz Gael. Sophia debocha do filho e diz que ele não deve negar sua família. “Aqui, tudo é coberto de sangue. Esta casa é coberta de sangue. Os sofás são cobertos de sangue. A mesa. Tuas roupas.”, diz.

Veja também: Bruno imagina que Nádia está escondendo Sophia, mas faz mãe pagar mico

Mesmo não estando interessado em continuar ouvindo o papo bizarro da mãe, Sophia começa a contar a sua história e de sua família. “Eu vou te dizer de onde vim. Meu pai era miserável. Matou minha mãe e fugiu. Mas não era diferente do meu avô, que tinha várias mortes nas costas. Eu fiquei sozinha, fui me prostituir. Foi assim que conheci aquela velha, dona Caetana. O primeiro homem que eu matei foi o Agenor, porque me prometeu o dinheiro dele e não deu. Era casado. Foi quando eu aprendi que a tesoura é um instrumento excelente pra matar.”

Veja também: Sophia chora após enterrar Mariano

Gael insiste para que Sophia pare de falar, mas ela se mantém firme e continua contando. “Agora vai ouvir. Eu conheci teu pai, que se apaixonou por mim mesmo sendo mulher da vida. Casamos, fomos morar na fazenda. E tanto teu pai como eu, aumentamos a fazenda a tiros. O Rato já trabalhava pra mim naquela época, eu mandava executar outros fazendeiros, mais fracos, pra aumentar os limites de nossas terras. Teu pai morreu. Eu continuei aqui, viva. O dinheiro correu risco de acabar. Mas eu consegui as esmeraldas. E você, Gael, faz parte disso. O pai do teu pai também foi fazendeiro. Também era mandante de morte.”, conta Sophia. Gael fica horrorizado e afirma que não quer ter essa herança de tantas mortes, ela o afronta dizendo que que ele é igual a todos da família e quase matou Clara, de tanto que batia nela.

Veja também: Sophia sofrerá AVC no julgamento e ficará aos cuidados de Estela para se recuperar

“Eu tou com horror do que me disse. Com horror de você. Cê é uma assassina, mas eu não. Nem meu filho vai ser.”, diz Gael. Sophia pede para que ele vá embora de casa, o chama de frouxo por querer virar um bom moço e ter caído de amores por Clara. “Vou embora, sim. Mas não sou um frouxo. Sou um homem. Tenho orgulho de dizer que sou um homem. E que posso tomar minhas próprias decisões.”, diz antes de sair.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio