O Outro Lado do Paraíso: Sophia consegue a guarda de Tomaz

Publicado há 3 anos
Por Nucia Ferreira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com o acidente de Raquel (Erika Januzza) em O Outro Lado do Paraíso, Gustavo (Luís Mello) vai conseguir mexer os pauzinhos para julgar o processo da guarda de Tomaz (Vitor Figueiredo). E Sophia (Marieta Severo), que tira a juíza do caminho, mais uma vez vai conseguir o que quer e ficará sozinha responsável pelo neto e as tão sonhadas esmeraldas.

Quando o juiz aparecer no tribunal, Clara (Bianca Bin) e Patrick (Thiago Fragoso) vão ficar surpresos e cientes de que virá chumbo grosso pela frente. E não dá outra. Enquanto Gael diz ao juiz que concorda que a mocinha fique com a guarda do filho, Sophia vai dizer que não abre mão do neto.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois das formalidades, Gustavo de cara insinua que Clara pode estar interessada mais nas terras e nas esmeraldas que no filho. “Tenho dinheiro próprio Excelência…Eu quero somente criar o meu filho”, afirma a mocinha.

O Outro Lado do Paraíso: Duda assume crime e pede: “Chamem a polícia”

Mas Sophia vai jogar baixo. O advogado da vilã vai questionar a sanidade de Clara e chamar uma psiquiatra para avaliar a situação. “Como psiquiatra estou certa de que ela pode ter tido um período mais pacífico, mas passou anos em um hospício, acredito que os profissionais de lá não erraram”, atesta.

Amaral (Sérgio Fonta) também desqualifica Gael no tribunal. “Esteve preso por agressão e tentativa de estupro, denunciado pela própria Clara. Recentemente, poderia ter voltado para prisão por agredir um rapaz”, diz o advogado. Clara continua sendo atacada e nenhum protesto de Patrick tem efeito.

Gustavo faz suas considerações. “A lei pede que em um caso desses a guarda seja oferecida ao parente consanguíneo mais próximo. No caso, a avó, que já compartilha a guarda do menor. Dona Sophia Montserrat”, diz, deixando todos pasmos no tribunal. “A senhora, como avó, sente que tem condições de cuidar do menor, de oferecer a ele o carinho de uma família, estudos, tudo que é necessário para que cresça e se torne um bom cidadão?“, continua o juiz. “Eu amo meu neto, de todo meu coração. O senhor sabe, doutor, que o amor de uma avó é até mais doce. Se é o melhor pro Tomaz, eu aceito”, diz a megera. “Neste caso, esse tribunal declara que a guarda do
menor Tomaz Tavares Montserrat será dada, unicamente à avó, dona Sophia Montserrat. A sessão está encerrada”.

De nada adianta os protestos de Patrick, que por fim consegue apenas o direito de visita para sua cliente. “Demonstrarei a benevolência deste tribunal. A mãe biológica, Clara Tavares, terá o direito de visita um dia por semana. Mas o menor deverá ser sempre acompanhado de um assistente social”, declara.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio