O Outro Lado do Paraíso: Raquel se torna juíza e investiga Gustavo, mas deixa Bruno furioso: “Quer se vingar da minha família? O meu pai você não ataca”

Publicado há 3 anos
Por Nucia Ferreira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois da passagem de 10 anos, O Outro Lado do Paraíso terá muitas viradas. Uma delas é a vida de Raquel (Erika Januza), que passou anos estudando e se torna juíza em Palmas. Apesar de ficar balançada ao reencontrar Bruno (Caio Paduan), ela não achará certo ter um relacionamento com um homem comprometido, já que a essa altura ele estará casado com Tônia (Patrícia Elizardo).

E o casal ainda terá outro embate. Raquel vai questionar o ex-namorado sobre a honestidade do pai dele. A nova juíza de Palmas ficará intrigada depois que Patrick (Thiago Fragoso) procurá-la para reverter a interdição de Clara (Bianca Bin), que passou 10 anos em um hospício. “Clara era minha amiga, dava aulas no quilombo em que eu morava. Quantas vezes me perguntei o que teria acontecido com Clara. Desapareceu. Evaporou”, diz a juíza, que vai checar o processo. “Clara foi interditada pelo doutor Gustavo Campos Nogueira (Luiz Mello)”. “É a ele que devo entregar minha petição?”, quer saber o advogado. “Não. Estou analisando o processo. Parece que foi muito rápido. E muito suspeito”, dirá Raquel que cuidará para que a amiga volte a ser dona do próprio nariz.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: O Outro Lado do Paraíso: Duda compra bordel em Pedra Santa em busca do passado e reencontra Clara sem imaginar que ela é sua filha

A partir daí, Raquel ficará cismada com a conduta de Gustavo. Ela marca um almoço com Bruno para saber um pouco mais sobre o juiz. “É um assunto confidencial. Envolve seu pai… Estou analisando um caso de interdição. Por problemas mentais. Quem deferiu a interdição foi seu pai”, diz. “E daí? Ele é juiz, fez o que tinha que fazer”, acredita o rapaz. “A decisão dele está cheia de falhas. Não tem provas. Bruno, olhe nos meus olhos e diga sinceramente, seu pai é hosneto?”, questionará. Irado, Bruno vai deixar Raquel sozinha no restaurante. “Nem mais uma palavra, Raquel. Quer se vingar da minha família, não é? Ouça muito bem. O meu pai você não ataca. Passo no caixa e pago a conta”.

Mesmo com raiva das acusações, o advogado ficará com a pulga atrás da orelha e vai começar a fazer perguntas ao pai, que acabou de comprar parte do salão para Nádia (Eliane Giardine). “Já é quase fim de expediente. Quer conversar alguma coisa de especial? Pode se abrir, meu filho”, dirá Gustavo. “Curiosidade só. Pai, o senhor comprou esse salão de beleza e o prédio à vista?”. Bruno vai querer saber de onde o pai tirou dinheiro e Gustavo se mostra ofendido e diz que usou economias que juntou a vida toda.

Mas a história não para por aí. Em conversa com Vinícius (Flávio Tolezani), Bruno perguntará como poderia averiguar o saldo bancário de outra pessoa. “Estou curioso. É uma pessoa que parece ter mais do que devia ter”, alega. O delegado então sugere iniciar uma investigação e o advogado abre o jogo. “Pelo amor de Deus, não. Meu pai é que fez um gasto extravagante. Tenho medo que se endivide por causa das loucuras da minha mãe”, disfarça.

Confira: Erika Januza comenta cena de preconceito racial com Eliane Giardini em O Outro Lado do Paraíso: “Chorei muito”

Já mais calmo, Bruno volta a procurar Raquel para defender o pai. “Foram as economias de uma vida toda, Raquel. Ele só quis agradar minha mãe. Sei que você não gosta dela, e também tem suas ressalvas com ele. Mas é um casal que se ama. Não desconfie de meu pai”, pede. “Se teve a coragem de perguntar, admiro sua atitude”, elogia a juíza, que vai continuar de olho nas ações de Gustavo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais