O Outro Lado do Paraíso: Mercedes aconselha Clara a seguir com a vingança

Publicado há 3 anos
Por Nucia Ferreira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Apesar de todo ódio que cultivou por aqueles que a prejudicaram no passado, Clara (Bianca Bin) vai ficar com a consciência pesada em O Outro Lado do Paraíso. A mocinha fica chocada ao saber que Vinícius (Flávio Tolezani) foi assassinado na prisão e vai se sentir culpada. Ela será informada da morte por Patrick (Thiago Fragoso) e reage mal. “Mas eu…eu me sinto culpada”, diz a mocinha. “Clara, você não é”, consola o advogado. “Será que levei essa vingança longe demais? Devia parar agora?”, questiona.

Renato (Rafael Cardoso) vai chegar na hora. “Ouvi a conversa. Vinha justamente trazer essa notícia. Não pode parar agora. Falta só um. O juiz”, reforça. “Mas…eu preciso falar com dona Mercedes. Eu preciso”, conclui a mocinha. Quando chegar na casa da vidente, ela estará sendo esperada. “Eu te esperava, Clara”, diz Mercedes. “Já sabe então?”, surpreende-se Clara. “Muitas vezes o tempo…o espaço se abrem diante de mim como uma cortina…e eu vejo…o que tá longe…vejo o futuro…mas é rápido, rápido demais. Senti durante todos esses dias um tremor…eu sabia que tava passando por momentos de muita emoção, Clara”, declara.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mercedes vai pedir para ficar a sós com a neta de Josafá (Lima Duarte). “Eu preciso, dona Mercedes. Preciso de paz no coração.”, diz a mocinha. “Clara, quando cê falou dessa história de vingança, não gostei. Não gostei não, vingança é uma palavra ruim”, diz a vidente. “Dona Mercedes, devo desistir? Estou errada?”, quer saber a mocinha. “Eu descobri que a errada era eu”, avisa a velha. “Como assim?”, surpreende-se Clara. “A gente divide a vida entre certo e errado, Clara. Aprendi assim. Agora, vejo que não é. A vida é como duas manchas de tinta diferentes que se misturam…às vezes o que é errado vira certo e o que é certo vira errado”, filosofa Mercedes.

Leia também: Tamanho Família terá mais episódios em nova temporada

Clara entende que a amiga está falando do delegado e Mercedes continua. “Clara, cê queria se vingar. Se vingou. Mas…a enteada…eu sei o que houve com a enteada…eu vi… As vozes me dizem. Eu sei que depois dela, ele não parou…e não ia parar até o fim da vida. Clara, pense em quantas meninas cê salvou fortalecendo a decisão dessa moça, que denunciou o padrasto. Pense quantas meninas ficaram livres desse homem…tua vingança…é realmente má? Ou cê salvou inocentes?”, questiona a vidente. “Vendo assim…eu me sinto melhor. Dona Mercedes, sabia que teria a palavra certa”, diz a mocinha.

Mercedes dirá ainda que era muito dura nas suas decisões. “Mas com a idade meu coração amoleceu. Essa moça, Laura não é? Só agora poderá descobrir o amor. Graças a você, Clara. A vida tem sempre dois lados, o escuro e o luminoso. Cê se vingou. Mas trouxe luz pra tanta gente!”, conclui a vidente. “Esse homem morreu, dona Mercedes”, lamenta a mocinha. “Morreu…mas por culpa dele mesmo. De seus próprios erros. Clara…não sou Deus pra julgar que alguém merece morrer, mas ele cometeu um crime bárbaro e cometeria outros. Um crime contra uma criança não tem perdão. Clara…cê não é culpada. Nesse caminho que cê escolheu, tão difícil de compreender,há escuridão… e há luz, muita luz”, diz Mercedes, que faz uma oração para Clara deixando-a emocionada.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio