O Outro Lado do Paraíso: Desirée volta a trabalhar no bordel após Juvenal expulsa-lá por ordem de Renato

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na última semana de O Outro Lado do Paraíso, Desirée (Priscila Assum) vai sair da casa de Juvenal (Anderson di Rizzi) expulsa por ele e ela vai ter de voltar a trabalhar no Bordel de Pedra Santa.

Em cenas previstas para irem ao ar no dia 9 de maio, Renato (Rafael Cardoso) vai obrigar o garimpeiro a expulsar sua amada, para usar a casa dele de cativeiro para o sequestro de Tomaz (Vitor Figueiredo).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: O Outro Lado do Paraíso: com medo de Gael morrer, Clara fica no hospital

Desireé vai ficar chocada e vai se abrigar no bordel de Pedra Santa, que agora tem Maíra como sua dona. Maíra a aceita de bom grado, mas impõe que ela trabalhe novamente.

Depois que acaba tudo e Renato morre, Juvenal vai atrás da mulher e fica sabendo que ela voltou a “fazer a vida”. Ele se revolta e tira ela do lugar na mesma hora.

“O que você veio fazer aqui, Juvenal? Sou a dona agora, não quero briga!”, pede Maíra. “Ela voltou a fazer a vida?”. “O que você queria que ela fizesse? Você dispensou ela”, argumenta a nova dona do bordel.

Juvenal se dirige para Desireé: “Foi eu virar as costas e cê já caiu na vida! Eu vim aqui à toa!”. A jovem argumenta e diz que foi ele quem a dispensou, mas Juvenal conta toda a verdade.

“Tinha uma arma apontada pra você, Cândida. Eu te mandei embora pra salvar tua vida. Usaram minha casa de cativeiro. O filho da Clara foi sequestrado”, diz ele. Desireé entende tudo agora.

Ela sai correndo e eles conversam já na casa do casal. A ex-prostituta pede desculpas: “Juvenal, tudo que eu quero é ter vida de mulher casada. Eu nunca pensei que cê me expulsou porque eu tava na mira de revólver. Eu te agradeço, Juvenal”.

Veja também 

Orgulho e Paixão: Barão dá emprego para Ernesto depois de ele ‘salvar sua vida’

Juvenal finaliza tudo se declarando: “Eu não ia suportar se você morria. Eu te amo,
Cândida. Eu te amo, Desirée”. Os dois se beijam e fazem as pazes.

O Outro Lado do Paraíso vai ao ar diariamente, depois do Jornal Nacional.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio