O Outro Lado do Paraíso: Amaro fica assustado com previsões de Mercedes

Publicado há 3 anos
Por Nucia Ferreira
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em breve, Estela (Juliana Caldas) vai procurar Mercedes (Fernanda Montenegro) em O Outro Lado do Paraíso, mas que vai se assustar com vidente e Amaro (Pedro Carvalho), que acompanha a filha de Sophia (Marieta Severo) resolve fazer uma consulta.

Quando chegam na casa, a vidente diz que já esperava por ela e quer saber porque ela foi procurá-la. “Sofri uma grande decepção com minha mãe. Ela me humilha, me chama de monstrengo. Diz que nunca poderei amar. Eu…eu sinto que o mundo não é feito para mim. Meu desejo é tão simples e tão difícil. Eu queria ser apenas alguém comum”, lamenta.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Silvio Santos conta se irá contratar William Waack

“Cada pessoa tem sua alma. A pessoa só é feliz, quando deixa a alma florescer. Cê tem uma alma que é um jardim. Eu…tou ouvindo as vozes”, diz a velha sábia.

“O que elas dizem?”, quer saber a moça.
“Que cê vai ser feliz. Muito feliz…Feliz sim. Agora eu vou te abençoar”.

Depois da reza, Estela diz que está se sentindo muito bem: “Eu cheguei aqui triste, com o peso de sentimentos negativos. Agora, estou leve!”, afirma.

Amaro, que até então estava quieto no seu canto, diz: “Que bom”. Imediatamente Mercedes diz a ele: “Sua vez, rapaz”. O português fica visivelmente assutado.

“Minha vez? Não, eu só vim acompanhar a Estela”, se esquiva.
“Tá com medo da Mercedes? Ela não morde não”, diverte-se Josafá (Lima Duarte).
“Eu sei, imagine, não quero ofender. É que apenas, eu…eu me sinto tranquilo quanto ao futuro. Não preciso consultar uma vidente”, disfarça.
“Tem certeza. Ou tem medo do que ela lhe diga?”, continua o caminhoneiro.
“Se ele não quer ser abençoado, não é obrigado. Eu só estendo a mão pra quem me procura”, diz Mercedes, que nesse momento começa ouvir vozes.

Josafá e Estela estranham a atitude do comprador de esmeraldas, que não tem outro jeito a não ser seguir Mercedes até o quartinho pra receber sua benção. Incomodado, o português estranha o jeito sério da vidente. “Todos nós temos uma alma. Mas às vezes temos sombras dentro de nós mesmos. Não conseguimos enxergar a própria alma. Outras vezes, sabemos quem somos, mas colocamos uma capa, pra que ninguém veja nossa alma”, diz Mercedes.

“Sou um homem sincero, não tenho o que esconder”, afirma o rapaz.
“Sincero? Não. Eu ouço as vozes, e as vozes me dizem que não é exatamente quem me diz ser”, desafia a velha. “Essa conversa está se prolongando por demais”, diz o português. “Não tá, não tá. Ah! É até divertido. Você mesmo não se conhece, rapaz. Sabe, será enganado por seus próprios sentimentos”, prevê.
“Que quer dizer?”, se assusta.
“Na hora certa saberá. Se eu disser agora, responderá que tou mentindo. Cuidado, rapaz, cuidado. Cê pensa em esmeraldas. Mas a maior riqueza é o amor”, previne.

Amaro se levanta e diz que prefere ir embora. “Voltará aqui. Em lágrimas. De joelhos. Pedindo minha ajuda. Espero que não seja tarde demais”, alerta a vidente. “Isso nunca acontecerá”, desafia o rapaz. “Já sei que não quer minha bênção. Não quer, está
bem. Não quer. Desejo que vá em paz. Que consiga descobrir o que realmente quer a tempo. Vá, vá em paz”, diz Mercedes.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio