“O crime compensa no Brasil”, diz Datena após discordar de decisão do STF sobre Moro

O apresentador deixou bem claro o motivo de suas criticas

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na última terça-feira (23), o apresentador José Luiz Datena acabou chamando a atenção do público durante o Brasil Urgente, já que ele se mostrou indignado com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que declarou Sérgio Moro sendo parcial no julgamento de Lula na Lava Jato.

Datena criticou bastante o ex-juiz, deixando claro que os presos na operação da Polícia Federal podem pensar em pedir anulação do processo após a decisão a favor de Lula. “Essa decisão do Supremo zera todos os casos, não só o do Lula não. O Moro foi considerado suspeito em todos os casos, Tudo volta à estaca zero do que foi investigado até agora”, começou dizendo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Você não pode chamar nenhum desses caras (que estão presos) de bandido porque o Supremo decidiu que o Moro é suspeito no caso do Lula, daqui a pouco todos esses caras vão reivindicar jurisprudência formada”, continuou Datena, que ainda falou da polêmica gerada por essa situação.

“Aí vem Eduardo Cunha, aí vem um tanto de gente… O Lula mais do que nunca pode ser candidato e os outros vão reivindicar, mesmo tendo roubado ou não. Quando eles foram julgados, é possível que a gente tenha morrido. Eu vou pra minha casa também. Não adianta nada você ficar gritando aqui na televisão, melhor ir pra casa”, afirmou.

“Com todo direito de discordar e com todo respeito que eu tenho pelo Supremo, eu discordo completamente dessa decisão. O crime compensa no Brasil”, concluiu José Luiz Datena.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio