“O câncer da televisão é a audiência”, dispara Ronnie Von

Publicado há um ano
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ronnie Von foi um dos convidados de Faa Morena no Ritmo Brasil, programa da RedeTV!, neste sábado (10). Entre outros assuntos, o apresentador falou mais uma vez em público sobre sua saída da TV Gazeta. Na emissora paulistana, ele apresentava o programa Todo Seu, e foi avisado de sua demissão minutos após sair do ar.

Segundo ele, sua maior chateação foi não ter tido a oportunidade de se despedir de seus telespectadores, segundo ele, fiéis. “Não tinha como eu ser hiperativo e dizer para eles ‘tem que dar um jeito’. Se não tem o dinheiro para honrar o contrato – porque você sabe, nossos contratos em televisão têm números altos – então apenas perguntei ‘onde é que eu assino?’. Minha única tristeza foi não poder me despedir”.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Faa então explicou que talvez a direção da emissora não teve a facilidade emocional para poder chama-lo anteriormente para fazer o comunicado. “Eu quero acreditar nisso! Em contrapartida Faa, a felicidade que me vestiu depois dessa história… Você foi a primeira famosa que mandou pelas redes sociais um carinho. Todos os nossos colegas, tivessem eles intimidade comigo ou não, fizeram a mesma coisa. Toda a mídia, tanto impressa como televisiva, todos me acarinhando. Os donos de emissora ligando para mim… como assim? Eu não sabia que estava com tudo e mais alguma coisa não (risos). Fiquei muito feliz, em saber que tenho tantos amigos e tanta gente que gosta de mim”.

O mal da TV

Falando sobre sua experiência em televisão, Ronnie explicou aquilo o que ele acredita que tenha sido bom e o que tenha sido ruim neste meio. “Você sabe que fomos atingidos por uma bactéria chamada ‘tevêcocus’, não existe antibiótico que dê jeito. Fazer aquilo que gosta como dizia meu pai, é não trabalhar nunca, e eu me diverti durante 15 anos fazendo aquilo que eu queria, comecei em 2004 quando a televisão caminhava por uma estrada muito discutível, onde eu diria que a busca pela audiência, que é o nosso maior inimigo – o câncer da televisão é a audiência, que você menospreza a qualidade em função de outras coisas“, disparou.

“O que tinha naquela época era escatologia, pornografia, e viemos com um programa que era uma revista eletrônica cujo objetivo era primeiro, prestação de serviços, informação, cultura, entretenimento sadio, boa música, não existe mais espaço para a música na televisão, é algo que me incomoda muito como músico que sou. Em função disso não posso me queixar, como não posso obrigar alguém a tirar algum dinheiro para manter um programa e um contrato ainda vigente. Deu tudo certo, não existe mágoa, não existe nada”.

Ronnie ainda explicou que tem novos projetos na televisão, mas evitou dar maiores detalhes. “Sabe que teve uma brincadeira entre os produtores e eu, porque foram todos demitidos juntos comigo, e temos a ideia de agora voltando, fazer um programa chamado Todo Nosso (risos).” O apresentador a pedidos de Faa, cantou uma canção, mesmo ressaltando que só pega no microfone para cantar atualmente em festas beneficentes.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais