Novos nomes que chamaram atenção na teledramaturgia em 2018

Publicado há 2 anos
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mesmo não sendo um ano muito animador para os fãs de teledramaturgia, 2018 trouxe aos telespectadores algumas revelações que não fizeram feio e defenderam seus personagens com muita dignidade. Relembre alguns casos.

Pedro Henrique Müller – Capitão Otávio de Orgulho e Paixão

Otávio (Pedro Henrique Müller) de Orgulho e Paixão (Reprodução/TV Globo)

Na romântica trama das 18h de Marcos Bernstein, Pedro Henrique Müller viveu o Capitão Otávio, órfão que iniciou a carreira como militar e que inesperadamente se descobre apaixonado pelo mecânico Luccino (Juliano Laham).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O personagem cresceu com o passar dos capítulos, gerando, então, grande torcida nas redes sociais pelo casal gay.

Contudo, Müller conseguiu dar ao papel se forma precisa tom cômico, romântico e atrapalhado que era necessário. Também não decepcionou nos momentos de emoção, sempre formando uma ótima dobradinha com Laham.

Claudia Di Moura – Zefa de Segundo Sol

Zefa (Claudia Di Moura), de Segundo Sol, da Globo (Reprodução/Globo)

Com mais de 30 anos de carreira no teatro, Claudia Di Moura fez sua estreia na TV como a Zefa de Segundo Sol. Emprega doméstica da casa dos Athayde, a serviçal teve momentos de muita intensidade durante todo o folhetim de João Emanuel Carneiro.

Portanto, apesar de todos os problemas presentes no texto da produção, Claudia conseguiu não deixar a peteca cair e sempre entregou ótimas performances ao lado de nomes reconhecidos do público, como Odilon Wagner, Caco Ciocler, Fabrício Boliveira e Maria Luísa Mendonça.

Kelzy Ecard – Nice de Segundo Sol

Nice (Kelzy Ecard) de Segundo Sol

Também no folhetim do horário nobre, os fãs da atração se surpreenderam com o incrível desempenho de Kelzy Ecard como a Nice, esposa de Agenor (Roberto Bonfim) e mãe de Rosa (Letícia Colin) e Maura (Nanda Costa).

Com uma longa experiência nos palcos, Kelzy surpreendentemente mostrou ter todas as ferramentas para viver uma mulher que era submissa e diminuída pelo marido.

Inegavelmente, foi com muito prazer que o público acompanhou a transformação da personagem, que conseguiu se livrar do esposo e terminou a história sendo sócia de um restaurante e com um novo amor.

Clara Galinari – Priscila de Espelho da Vida

Priscila (Clara Galinari) de Espelho da Vida, na Globo (Reprodução/Globo)

A saber, em meio aos mistérios e viagens ao passado, Espelho da Vida apresenta também inesperadamente uma grande revelação infantil: Clara Galinari, responsável por viver a ardilosa Priscila, filha de Isabel (Alinne Moraes) e Alain (João Vicente de Castro).

Aos 10 anos, a pequena surpreendentemente impressiona ao não economizar no talento durante sequências de grande emoção e intensidade.

Ademais, as cenas com Moraes são sempre carregadas com um texto muito pesado e ‘mãe e filha’ seguem sempre triunfantes.

Veja também:

10 brasileiros que se destacaram e se tornaram notícia internacional em 2018

Que situação! Sete gafes que chamaram atenção na TV em 2018

Bahia ‘branca’, grávida bêbada, galinha maltratada, incesto: As polêmicas de Segundo Sol

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio