‘Novela da Sandy’, Estrela-guia chega ao Globoplay; relembre a história

Trama foi recentemente reprisada pelo Canal Viva

Publicado há um mês
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta segunda-feira (6), o projeto de resgate de novelas clássicas pelo Globoplay lança Estrela-guia, de Ana Maria Moretzsohn. Exibida originalmente em 2001 às 18h pela Rede Globo, a produção ficou conhecida como a “novela da Sandy”, por ser protagonizada pela atriz e cantora.

A trama central de Estrela-guia

Maitê Proença (Kalinda), Sandy (Cristal) e Hanuman (Marcos Winter) (Divulgação/ TV Globo)

Um pequeno prólogo ambientado na década de 1980 lança as bases da história. Paulo Roberto, o Bob (Marcos Winter), é um corretor de valores que se encanta com os preceitos de uma comunidade alternativa na Califórnia, Estados Unidos, para onde viaja em férias.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Lá ele conhece Catherine (Maitê Proença), os dois se apaixonam e casam. Eles vêm para o Brasil e, com a parceria do amigo Purunam (Nelson Xavier), decidem se estabelecer em Jagatah, estado de Goiás, para fundar uma comunidade ao estilo da californiana, de nome Arco da Aliança.

A integração com a natureza, o respeito aos animais e às plantas e uma vida desapegada do aspecto material das coisas são pontos fundamentais para todos os membros do grupo.

Tony: o “Olho do Céu” e sua presença na vida de Cristal

A decisão de Bob surpreende seu amigo Luís Antônio, o Tony (Guilherme Fontes), colega no ramo de valores. Catherine, que adota o nome de Kalinda, prevê a importância que Tony terá no futuro da filha que Bob e ela têm, batizada como Cristal.

E por essa razão Tony é convidado a ser padrinho da menina e, posteriormente, nomeado tutor dela, pouco antes da morte do casal de amigos em circunstâncias suspeitas.

O tempo passa e Cristal torna-se uma bela jovem, com 17 anos na segunda fase. A morte dos pais faz com que a moça e Tony se aproximem e tenham de conviver, o que representa para Cristal tanto uma figura paterna que substitua a de Bob quanto um sentimento diferente ainda não experimentado por ela.

Isso apesar do assédio de Carlos Charles (Rodrigo Santoro), um playboy, e da presença de Santiago (Sérgio Marone), que vai viver na comunidade e se interessa por ela. Só para ilustrar, Cristal apelida Tony de “Olho do Céu”, dada a cor dos olhos de seu padrinho.

As vilãs de Estrela-guia

Daphne (Lilia Cabral) em Estrela-Guia (Divulgação/ TV Globo)

Estrela-guia conta com duas vilãs cujo maior objetivo é prejudicar Cristal, sua felicidade amorosa e a comunidade em Jagatah. Daphne (Lília Cabral) é a mãe de Carlos Charles, casada com o fazendeiro Alaor (Sérgio Mamberti).

Grande vilã da novela, Daphne quer a qualquer custo comprar as terras onde a comunidade está instalada. Nelas existe uma mina de esmeraldas. Para isso não se faz de rogada em jogar o filho para cima de Cristal. Ela tem um caso com Ignácio (Floriano Peixoto), administrador da fazenda.

Carolina Ferraz (Vanessa)
(Divulgação/ TV Globo)

Por sua vez, Vanessa é uma mulher rica, temperamental e fútil. Noiva de Tony, ela tem o total apoio da mãe dele, a falida Carlota (Rosamaria Murtinho), em sua luta contra Cristal, já que não deseja perdê-lo.

Vanessa é mãe de Gisela (Thaís Fersoza), jovem rebelde que se envolve com Carlos Charles. Daphne e Vanessa se unem no decorrer da trama para separar Cristal de Tony.

Outros destaques do elenco de Estrela-guia

Tarcísio Filho interpreta Mauro, amigo de Tony e seu sócio numa corretora de imóveis. Homem de confiança de Tony, Mauro é casado com Heloísa (Graziela Moretto), que o ajudou a criar o filho mais velho, Bernardo (Thiago Fragoso), e com quem teve ainda Priscila (Natália Sambrini) e João (Thiago de Los Reyes).

A propósito, Bernardo, mimado pelo pai em virtude de ter sido abandonado pela mãe, Glorinha (Cláudia Ohana), também se interessa por Cristal quando ela chega ao Rio de Janeiro, mas ela não lhe dá bola.

Rosamaria Murtinho e Lucinha Lins dão vida em Estrela-guia às amigas Carlota e Lucrécia. A primeira, como vimos, é mãe de Tony e almeja vê-lo casado com Vanessa, uma vez que está falida e mal paga.

Igualmente falida, a segunda é sua grande amiga há muito tempo e a ajuda nas tramoias para separar Tony de Cristal. Conforme a novela avança, Carlota e Lucrécia se envolvem com Alaor, também na esperança de se dar bem com a fortuna do fazendeiro.

Duas faces da vida numa comunidade alternativa

Evandro Mesquita e Isabela Garcia interpretam André e Luciana. O casal muda a vida de um dia para o outro quando André decide se aproximar da Comunidade Arco da Aliança. A saber, todos se mudam para o Rio, acompanhando Cristal, e se instalam na região da Vargem Grande, bairro da capital fluminense.

Nos finais de semana, André, Luciana e a filha Maria (Renata Bravin) acampam num trailer próximo dos amigos de Cristal. Essa é uma proposta interessante da novela, ao mostrar pessoas variadas que se seduzem pela ideia de uma vida sem os sufocos dos centros urbanos.

Mônica Torres e Fernanda Rodrigues são Su-Sukham e Sukhi na novela. Mãe e filha, elas vivem na Comunidade Arco da Aliança. No entanto, enquanto Sukhi é uma amiga sincera de Cristal, o mesmo não se pode dizer a respeito de Su-Sukham quanto a Kalinda e Bob.

Seu radicalismo em relação à vida na comunidade, os preceitos que evoca como taróloga e o fato de esconder da filha o nome de seu pai ocultam uma figura maléfica.

A carona da reprise de Estrela-guia nos 30 anos da dupla Sandy & Junior

Um dos grandes assuntos da música brasileira em 2019 foi a retomada da dupla Sandy & Junior aos palcos, após os irmãos terem optado por seguirem carreiras em separado.

O grande apelo da turnê de shows que eles fizeram ao longo do ano em diversas capitais do País celebrando seus 30 anos de vida artística sem dúvida deve ter influenciado na decisão do Viva de reprisar Estrela-guia em 2019.

Ainda mais levando-se em conta que essa reprise foi levada ao ar num horário novo, 11h45min, que o canal nunca usou para atrações “inéditas” do gênero. E que ela foi divulgada “do nada”, sem que houvesse qualquer intenção declarada de abrir uma nova faixa de novelas.

O folhetim foi exibido entre abril e julho do ano passado e foi substituído por uma nova reprise do seriado infantojuvenil Caça Talentos. Ademais, ao contrário das outras produções do gênero exibidas pelo Viva, Estrela-guia não tinha horário alternativo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais