Nova série da Globo, Amor e Sorte tem data de estreia

A série de quatro episódios foi gravada de maneira remota

Publicado há um mês
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Amor e Sorte, nova série da Globo, já tem data de estreia. A produção, criada por Jorge Furtado, foi gravada de maneira remota por conta da pandemia de covid-19. São quatro episódios, cada um protagonizado por uma dupla de atores.

Segundo o colunista Flavio Ricco, do R7, a nova série da Globo estreia no dia 8 de setembro. Amor e Sorte será exibida todas as terças-feiras, depois de Fina Estampa, ao longo do mês. A partir de outubro, a série deverá abrir espaço para a nova temporada de The Voice Brasil, que terá episódios às terças e quintas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Amor e Sorte reúne atores que estão passando a quarentena juntos. Por isso, serão três histórias de casais, com Taís Araújo e Lázaro Ramos, Caio Blat e Luisa Arraes, e Emílio Dantas e Fabiula Nascimento. Haverá ainda uma história de família, protagonizada por Fernanda Montenegro e Fernanda Torres.

Saiba mais

Amor e Sorte tem três episódios com direção artística de Patricia Pedrosa, que assinou também a direção artística de Cine Holliúdy, Shippados e Todas as Mulheres do Mundo, e outro com a direção artística de Andrucha Waddington, um dos grandes nomes do audiovisual brasileiro, à frente de filmes como Casa de Areia e Sob Pressão.

“A situação-limite que estamos vivendo, confinados, em convivência forçada, amplifica todos os princípios da relação. Casamentos, amizades e parcerias são colocados à prova numa quarentena e podem sobreviver, mais fortes, ou sucumbir”, comenta Jorge Furtado sobre a mensagem em comum nos episódios.

Para a diretora Patricia Pedrosa, a série poderia ser considerada um “reality show da dramaturgia”, pois os bastidores, no contexto em que a produção está inserida, têm uma grande importância para a compreensão do conceito do produto.

“A série tem três episódios filmados única e exclusivamente pelos nossos atores. Ninguém entra na casa deles. Deixamos a câmera, o equipamento de som, de luz, os figurinos, os materiais de arte, enfim, tudo que precisamos num set de filmagem, na porta da casa deles. Eles recebem todo esse material higienizado, montam e operam os equipamentos sozinhos, apenas com nosso direcionamento virtual. Há toda uma equipe on-line trabalhando com eles: fotógrafo, figurinista, assistentes de direção, diretores, técnicos, produtores de arte, etc. É como se fôssemos músicos de uma orquestra entregando flauta, violino, piano, oboé, harpa, entre outros instrumentos, para trompetistas tocarem. Estamos descobrindo uma nova maneira de filmar”, relata.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais