Noite Afora, polêmico programa de Monique Evans, chegava ao fim há 14 anos

Publicado há 3 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No dia 31 de janeiro de 2004, ia ao ar a última edição do Noite Afora, programa apresentado por Monique Evans nas madrugadas da RedeTV!. No polêmico talk show, Monique recebia seus convidados numa cama ou numa banheira de espuma, travando diálogos quentes sobre sexo e intimidade.

Noite Afora estreou no dia 26 de junho de 2001 por volta da meia-noite, com classificação para maiores de 18 anos. O programa tinha um cenário que remetia a um quarto de motel, em tons roxo e rosa, cuja cama ficava no centro do palco. A ideia era receber um convidado para um papo íntimo e deixá-lo completamente à vontade, chegando até a tirar a roupa do entrevistado sempre que possível. Quando não estavam na cama, Monique e seu convidado passavam bons momentos numa banheira de espuma.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Monique Evans apresentava o Noite Afora com muita destreza. A apresentadora conseguia deixar seus convidados sempre à vontade, mesmo nas situações mais inusitadas. Na estreia, Monique recebeu o lutador Victor Belfort, que curtiu um banho de banheira com a anfitriã e fez muitas revelações picantes. Com boas sacadas e ótimos momentos de improviso, Monique garantia o entretenimento que, embora tivesse o sexo como tema, normalmente passava longe do mau gosto. Além disso, Noite Afora também tratava o sexo de maneira didática, trazendo psicólogos e sexólogos para debater vários temas.

Monique também fazia matérias externas, com temas como o mundo da indústria pornográfica. Além da apresentadora, Léo Aquila e Luísa Mell também atuaram como repórteres do programa. Enquanto a primeira fazia pautas diversas sobre sexualidade, a segunda apresentava o único quadro que não tinha a ver com sexo no programa. No quadro Objetos de Desejo, Luísa Mell mostrava sonhos de consumo, como roupas de grife e carros importados

Noite Afora surgiu como uma espécie de variação do De Noite na Cama, programa que Monique Evans apresentava anteriormente no canal Shoptime, no qual recebia convidados numa cama enquanto vendia produtos eróticos. Na época, Monique fazia parte do TV Fama, e foi convidada pelo canal a se aventurar nesta nova aposta na madrugada.

Assim, a atração foi um grande sucesso da emissora, sobretudo em seus primeiros anos. Noite Afora chegou a bater o Jornal da Record – 2ª Edição, noticioso que a Record exibia no fim de noite e que acabou extinto, e garantia o terceiro lugar para a RedeTV! em seu horário de exibição. O programa bateu recorde de audiência quando a dançarina Ana Dummond apresentou o Show da Cadeira: um “strip-tease sado-masoquista” com o produtor do programa Renê Cunha. Apesar do sucesso, Noite Afora não conseguiu escapar do desgaste natural de seu formato e perdeu fôlego, saindo do ar depois de três anos.

Leia também:

Primeira novela de Manoel Carlos, Maria Maria estreava há 40 anos

Reveja momentos de Monique Evans à frente do Noite Afora:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio