No The Noite, Dee Snider relembra fim do Twisted Sister: “Pra mim tinha acabado tudo”

Publicado há 2 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No The Noite desta sexta-feira, 22 de março, Danilo Gentili conversa com Dee Snider. Ex-vocalista da banda Twisted Sister e autor de sucessos como I Wanna Rock e We’re Not Gonna Take It, ele fala sobre seu último trabalho For the Love of Metal. E ainda relembra momentos de sua trajetória.

“Eu e minha esposa temos uma casa na praia, estávamos descansando. E pra mim tinha acabado tudo”, diz ele sobre o fim do grupo. “Um amigo me desafiou a fazer um disco de metal que fosse contemporâneo. Quis fazer uma coisa nova, viva”, declara. Sobre o show que fará em São Paulo neste sábado (23), o cantor promete tocar músicas novas e as clássicas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Elas estão na minha história, no meu coração, e o povo ia me matar se não tocasse”, explica. “Não tem um momento melhor do que ver a plateia se iluminar quando você toca uma dessas músicas”, completa. “Gosto do fato de que os fãs antigos estão animados e que os mais jovens estão gostando também. É uma conquista para um roqueiro como eu”, comenta Dee sobre a nova fase.

A respeito do passado, analisa: “Adoro as memórias. Sinto falta de usar Lycra. Tudo era mais divertido. Gosto que as estrelas do rock tenham cara de estrelas do rock e não de quem trabalha no posto de gasolina. Roqueiro tem que ter cada de roqueiro… O problema é que os anos 80 passaram do ponto e os outros músicos falaram “não vamos fazer isso“.

O convidado comenta o pedido de Trump para usar uma de suas composições (e o fato de ter negado), a dublagem que fez para o desenho Bob Esponja e a gravação que Celine Dion fez de sua música The Magic of Christmas Day.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais