No The Noite, Babi Xavier relembra sua contratação pelo SBT

Publicado há 2 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em sua trajetória na TV, Babi Xavier passou por diversas emissoras. Contratada do SBT em 2000, ela contou a Danilo Gentili no programa The Noite que enxergou sua contratação como algo comercialmente interessante para a emissora. Questionada pelo apresentador se ela foi chamada diretamente por Silvio Santos, ela responder acreditar que sim:

“Tem uma história que uma das filhas dele estava vendo Erótica, ele assistiu uma pouquinho e gostou. Mas também pode ter aquilo do ‘o que está rolando agora?’. Ele precisava botar um rosto em definitivo naquele momento no Programa Livre. O Serginho (Groisman) tinha ido para a Globo, e o programa estava com 5 apresentadores diferentes. Um por dia, o que é bem interessante. Mas acho que chegou um momento comercial, que o Silvio Santos creio que preferia que apenas uma pessoa falasse com o público e representasse aquela marca”, contou ela.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Enrico ‘bagunça’ guarda-roupa e diverte Karina Bacchi com a cena

Babi Xavier sobre o Programa Livre

Babi ainda relembrou que o Programa Livre, antes exibido às tardes, passou a ocupar a faixa noturna para cobrir um buraco deixado por Jô Soares, que também havia sido contratado pela Globo. “Era uma pegada de ao vivo. A gente não fazia ao vivo porque não podíamos pegar uma plateia adolescente e colocar no ar meia noite e meia por questões legais. Como queríamos a garotada lá, fazíamos à tarde”.

A apresentadora ainda falou sobre o poder da televisão nas discussões sociais. “Eu sei o quanto a TV é poderosa, atinge bem e passa uma mensagem boa, mesmo que seja a polêmica de fazer pensar. No dia seguinte no colégio, nas empresas, na faculdade, que as pessoas comentam ‘cara, você viu aquilo’? Acho isso incrível, não pode terminar aqui. Não sei se você lembra dessa época, mas me lembro de sair para ver um filme e depois sentávamos em algum lugar para debater. Hoje não, está cada um no seu celular, e a vida é muito corrida. Como se explica isso?”

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio