No Programa do Porchat, integrantes do Br’Oz falam sobre fama e o retorno aos palcos

Publicado há 3 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De tempos em tempos, a indústria fonográfica lança bandas de música pop formadas por jovens rapazes. No início dos anos 2000, mais precisamente entre 2003 e 2005, Matheus, André, Filipe, Oscar e Jhean, depois de vencerem um reality show televisivo, formaram o grupo Br’Oz e lideraram as paradas das rádios com a canção “Prometida”. Os cinco são os convidados do Programa do Porchat que vai ao ar hoje, dia 16/10, e falam sobre a fama conquistada naquele período e também a volta aos palcos. Eles se reúnem novamente para uma série de shows a partir deste mês.

“Foi um período bastante intenso, de muito trabalho. Durante os fins de semana, fazíamos shows, e, durante a semana, tínhamos fotos agendadas e compromissos em programas de TV para a divulgação do trabalho. Tínhamos pouquíssimas folgas”, fala Filipe Duarte, em entrevista ao apresentador Fábio Porchat. Oscar lembra ainda do assédio dos fãs, sobretudo das meninas. Uma delas, inclusive, chegou a invadir o quarto dele em uma pousada na qual a banda estava hospedada para a realização de um show. Sobre esta popularidade, Jhean confessa que, no início, foi bastante assustador, uma vez que o Br’Oz, justamente por ser oriundo de um programa televisivo, já surgiu famoso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quem também participa do Programa do Porchat é o ator Pedro Neschling, que pode ser visto atualmente nos cinemas no filme “Chocante”. No longa, ele, que afirma ter sido fã de bandas como o Br’Oz, interpreta um integrante de uma boy band que volta a se reunir depois de 20 anos do fim do grupo. “Sempre quis saber o que acontece com esses artistas depois que as bandas acabam”, afirma ele. No bate-papo, ele também fala sobre as viagens que fez com mãe, a atriz Lucélia Santos, durante a sua infância – ele chegou a ir para Cuba e Nicarágua – e sobre paternidade – ele é pai de Carolina, de quatro meses.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio