No Fantástico, Drauzio Varella acusa Bolsonaro de negar o perigo do coronavírus

Médico lembrou que autoridade máxima provocou aglomerações e andou sem máscara

Publicado há um mês
Por Redação
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Durante participação, por vídeoconferência, no Fantástico deste domingo (9), o médico Drauzio Varella comentou sobre a marca de 100 mil mortes por Covid-19 no Brasil e acusou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de negar o perido do coronavírus pela falta de ações do governo federal.

Tivemos mais de um mês para nos organizar para chegada do vírus. Pela experiência nos outros países, soubemos que era fundamental adotar o isolamento social, usar mascara e testar a população

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nessa hora, não tivemos testes nem ação coordenada do governo, porque nossa autoridade máxima negou o perigo que corríamos, provocou aglomerações e fez questão de andar por aí sem máscara”.

Outros políticos e uma parte da sociedade seguiram o mesmo comportamento. O resultado não poderia ser o mais desastroso. Perdemos o controle da epidemia.”

Os mais pobres, negros, que vivem em lugares de difícil acesso — como os indígenas — e os que moram em comunidades com estrutura precária formaram a maioria das 100 mil mortes. O SUS tem sido heroico, mas tem que ser preparado para atender a demanda dos locais em que a epidemia se alastra”, disse o médico, que também fez mea culpa e falou que muitos, inclusive ele, não tinham informações exatas sobre os efeitos do vírus.

Assista:

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais