No É de Casa, Alexandre Borges fala sobre mãe com Alzheimer: “Momentos de tristeza”

Ator ressaltou a importância da prevenção contra a doença

Publicado em 10/7/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Alexandre Borges participou do É de Casa, da Globo, na manhã deste sábado (10), e se emocionou a falar da mãe, Rosa, diagnosticada com Alzheimer. O ator contou sobre os cuidados com ela durante a quarentena e agora, mesmo depois de retornar ao trabalho.

Ele relata que ela começou a dar os primeiros sinais da doença anteriormente à pandemia. Nesse período de tempo, pode contar com a ajuda de profissionais capacitados, como cuidadores, enfermeiros e pessoas para os serviços domésticos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

“Quando entrou a quarentena, tive que continuar esse processo. Tive que interromper [trabalho de terceiros dentro de casa] e ficar com o processo entre eu e ela. Continuo morando com ela em Santos“, explica o veterano, que por conta dos trabalhos precisa estar na ponte aérea Santos-São Paulo-Rio de Janeiro.

Borges também contou como foi passar todo esse tempo com a incumbência de cuidar da mãe, depois de afetada pelo Alzheimer. “É uma experiência que coloca na realidade. O que é o ser humano, a finitude. Todo ser humano passa por isso“, disse, revelando que assumiu todas as ‘coisas’ de casa, como compras no supermercado, ir à farmácia, levar a mãe para tomar sol e passear..

Ele continua, ressaltando a importância da sociedade prevenir o Alzheimer. “É uma doença ampla, atinge muitas pessoas. A minha geração precisa fazer a prevenção, é importante nessa idade. Eles não tiveram esses cuidados, hoje temos essas informações. Você se cuida. A leitura é importante, trabalhar a mente…”, afirma.

Lado a lado com a mãe

Alexandre Borges pontuou que teve sorte de poder ficar com a mãe durante a quarentena, algo que muitas pessoas não puderam fazer. Bastante calmo, ele se diz ciente de que a pandemia é um “momento de superação para todo mundo”.

Acerca do Alzheimer e da sensação da finitude da vida, ele mostra compreensão e assume ter passado por dias difíceis. “É a ordem natural da vida. Momentos de muita tristeza, internei minha mãe no meio da pandemia. [Devo agradecer] cuidadores, enfermeiros, todo mundo que cuidou da minha mãe. Que deram suporte a ela. Deus sempre dá uma luz”, defende o ator.

Em outro momento da entrevista, Alexandre Borges comemorou sua presença em três novelas consecutivas nas tardes da Globo. Segundo o artista, que está atualmente na pele de Jacques Leclair em Ti-Ti-Ti, os folhetins ajuda sua mãe a trabalhar a mente. “Minha mãe assiste também e até se lembra, pois ainda tem a memória antiga”.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio